Início Destaques Japão Superjumbos A380 serão estratégia da ANA em voos para o Havaí

Superjumbos A380 serão estratégia da ANA em voos para o Havaí

768
0
A Japan Airlines possui 33% da rota Japão e Havaí contra 14% da ANA. Foto: Twitter

Apesar da suspensão da produção do superjumbo A380, a maior companhia aérea do Japão está apostando que pode ter sucesso onde outros falharam – enchendo os luxuosos aviões de dois andares com turistas que voam para o Havaí.

A partir de 24 de maio, a ANA Holdings Inc. agendou três voos semanais do aeroporto de Narita, perto de Tóquio, para Honolulu, nos 520 assentos gigantes pintados com um tema especial de tartarugas marinhas. A transportadora trará mais um A380 para o serviço no Havaí em julho e um terceiro no ano que vem, disse o presidente da ANA, Yuji Hirako, acrescentando que as reservas para a rota já são mais de 40% maiores do que há um ano.

O plano deixa a ANA como a única companhia com aeronaves A380 a manter encomenda do superjumbo, além da Emirates com sede em Dubai. A aeronave – que impressionou os viajantes com chuveiros, quartos e bares em voo, mas era grande demais para conquistar a maioria das operadoras – pode ajudar a ANA a fechar a lacuna de participação de mercado do Havaí contra a rival Japan Airlines Co.

A Japan Airlines possui 33% da rota Japão e Havaí contra 14% da ANA.

Mesmo com a capacidade adicional, a ANA não vai desafiar diretamente a JAL em algumas rotas no Havaí. A JAL oferece rotas únicas como os voos diretos do Japão para Kona, um ponto quente na maior ilha do Havaí, e programa o serviço para Honolulu a partir da capital e cidades japonesas, incluindo Osaka e Nagoya.

Depois de uma dezena de anos em serviço, a Airbus decidiu no mês passado que deixaria de fabricar o A380 em 2021, enterrando um projeto de prestígio que desapareceu à medida que as companhias aéreas passaram a preferir aviões menores e mais econômicos. Esses eficientes aviões bimotores, que usam materiais mais leves, como a fibra de carbono, prejudicaram a demanda pelo maior avião de passageiros do mundo – um bebedouro movido por quatro turbinas.

Até 2021, haverá cerca de 250 A380 voando com 15 companhias aéreas, disse a Airbus em um e-mail. “O A380 continuará a voar, com operadores do A380 a serem suportados pela Airbus.”

A ANA atribuiu os superjumbos à rota de Honolulu em 2016 com um plano para começar a voar dois deles este ano. Os A380 substituirão gradualmente os 787 que atualmente voam para as ilhas do meio do Pacífico, em uma aposta de que assentos de primeira e de classe executiva nos aviões de grande porte podem ajudar a atrair mais e mais bem pagos pilotos.


Fonte: BLOOMBERG

https://www.japantimes.co.jp/news/2019/03/07/business/corporate-business/ana-makes-superjumbo-size-bet-can-fill-axed-airbus-a380s-japanese-tourists-hawaii/#.XIFPqyhKjIU.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here