De acordo com a polícia, o homem de 41 anos, identificado como Shinji Aoba, já havia passagem pela polícia por assalto à uma loja de conveniência, ele foi indiciado em 2012 e sentenciado a 3 anos e 6 meses de prisão.  




 

Após cumprir pena, o suspeito morou por um tempo em um abrigo para ex detentos e depois se mudou para uma casa registrada em seu nome. Fontes afirmam também que o suspeito sofre de problemas mentais. 

Há também registros de ocorrência por perturbação de sossego em 2018 e 2019 registrada por seus vizinhos alegando barulho. 

Durante o ato criminoso o suspeito acabou se ferindo causando queimaduras graves, impossibilitando-o de ser interrogado, os investigadores agora estão aguardando sua condição melhorar para questioná-lo a respeito das motivações que o levaram a cometer o ato que deixou 34 mortos até o momento. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.