Início Destaques Japão Tarifa serão cobradas até para não escaladores ao cume do Monte Fuji

Tarifa serão cobradas até para não escaladores ao cume do Monte Fuji

425
0
As duas prefeituras começaram a cobrar a taxa de admissão voluntária em 2014, um ano depois que a montanha foi registrada na lista da UNESCO. Foto: 1ZOOM.Me

Até mesmo os caminhantes que não têm intenção de chegar ao topo do Monte Fuji deverão fazer uma doação de ¥ 1.000 para pisar na montanha mais alta do país a partir deste verão, disseram as prefeituras locais nesta quinta-feira (07).

As prefeituras de Shizuoka e Yamanashi, que a montanha vulcânica de 3.776 metros de altura, terá como objetivo garantir mais renda para ajudar a preservar o meio ambiente e financiar medidas de segurança de trilhas no Patrimônio Mundial da UNESCO.

Atualmente, os escaladores adultos que pretendem chegar ao topo da montanha a partir da estação do quinto nível, que estão na metade do caminho até o cume e são acessíveis de carro, devem contribuir.

Sob o novo plano, pontos de doação serão montados na montanha perto da quinta estação. Mas os turistas que querem apenas curtir a vista e comprar e comer nesses palcos não serão convidados a fazer uma doação.

A nova política será finalizada em uma reunião em 19 de março, incluindo as duas prefeituras, bem como os municípios e as agências do governo central envolvidas.

As duas prefeituras começaram a cobrar a taxa de admissão voluntária em 2014, um ano depois que a montanha foi registrada na lista da UNESCO. Em 2018, a prefeitura de Shizuoka coletou cerca de 56,55 milhões de ienes de 50% dos alpinistas que buscavam o topo, enquanto a prefeitura de Yamanashi recebeu cerca de 87,79 milhões de ienes de cerca de 60%, segundo o governo da província de Shizuoka.

Fonte: KYODO

https://www.japantimes.co.jp/news/2019/03/07/national/even-mount-fuji-climbers-dont-plan-push-summit-will-asked-pay/#.XIEw2ihKjIU.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here