Elrezan, de 26 anos, paga a faculdade e aluguel vendendo empadas caseiras na rua 

É difícil achar alguém que tenha sido bemsucedido em uma área totalmente sem garantias, principalmente quando falamos de vendas na rua. 

Mas quando acontece, nós sempre aprendemos uma nova lição: Sem metas, não chegaremos a lugar nenhum 

Recentemente eu estava peregrinando pela internet, quando um repórter do portal Seles Nafes, publicou uma história de vida que muito me chamou a atenção.  

Ele disse que estava estacionando o carro, quando foi abordado por um jovem que vendia empadas nas ruas de Macapá.  

Mas ele tinha algo diferente.  

Se expressava bem, sabia gesticular e logo o repórter foi informado o porquê a empada era tão diferenciada. 

Ele disse que a receita da empada tinha sido ensinada em um curso do Senac e é hoje o motivo de ele conseguir uma renda para pagar o aluguel e a faculdade onde faz o curso de serviço social.  

repórter fez algumas perguntas ao jovem que foi muito importante para que eu viesse a refletir sobre metas 

Ele o questionou sobre o diferencial da sua empada, há quanto tempo vendia e se o lucro lhe dava alguma renda. 

O jovem respondeu que a empada tinha uma receita que não era muito seca, como é de costume, não deixava a empada entalada na garganta.  

Ele também disse que vendia há 1 ano e os lucros o auxiliava a pagar o aluguel e a faculdade. “Eu me viro direto. Quando não estou estudando, eu estou fazendo empada ou vendendo”, disse o jovem. 

Ele completou ainda, dizendo que não tinha filhos, mas que morava com alguns amigos em um apartamento e que o lucro da empada, vendida a R$2,00 e R$3,00 pagava suas despesas no local que custava R$750. 

Para finalizar, o jovem deixou um conselho: 

Você tem que parar para refletir, traçar metas e correr atrás. Tem que ver o que deseja e colocar isso como um objetivo. Quando a pessoa não tem objetivo, em qualquer lugar parece bom, mas isso não está certo” 

Mundo-Nipo: O principal portal de notícias do Japão  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here