Início Brasil Cuba informa saída do programa Mais Médicos

Cuba informa saída do programa Mais Médicos

405
0
Cuba não aceita as condições de qualificação aos médicos cubanos do programa Mais Médicos. Foto: Diário Causa Operária
A decisão foi tomada após diversos questionamentos do presidente eleito à médicos cubanos.

Nesta quarta-feira (14), Cuba informou que não fará mais parte do programa Mais Médicos do Brasil. O Ministério da Saúde informou que a saída será devido ao comentário de Jair Bolsonaro. O presidente eleito havia questionado a qualificação dos médicos para a exigência do Brasil.

“Condicionamos a continuidade do programa Mais médicos à aplicação de teste de capacidade, “salário integral aos profissionais cubanos”, hoje maior parte do salário pago é destinada à Cuba, e a liberdade para trazerem suas famílias. Infelizmente, Cuba não aceitou”, disse o presidente eleito pelo Twitter.

No programa Mais Médicos, Cuba atua como uma empresa de terceirização de mão de obra em que recebe o valor pago pelo cliente (Brasil) e repassa parte ao funcionário (médico cubano). É a forma bizarra encontrada para que a ditadura cubana possa aumentar a sua arrecadação.

O programa foi criado pela ex-presidente Dilma Rousseff, em 2013, e há 18.240 vagas, destas, apenas 8.500 são ocupadas. O Mais Médicos foi criado para que o número de profissionais no Brasil aumentasse e uma das regras, é que os diplomas não validados, apenas poderiam trabalhar em unidades básicas de saúde nos três primeiros anos.

Cuba ainda não deu sua resposta final sobre a decisão. “Estamos avaliando ainda. Precisamos ser comunicados oficialmente para saber como será a transição”, disse Gilberto Occhi, Ministro da Saúde.

Fonte: UOL

https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/11/com-eleicao-de-bolsonaro-cuba-anuncia-fim-da-parceria-com-brasil-no-mais-medicos.shtml.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here