151 visualizações 3 min 0 Comentário

Homem é preso por vender revista de mangá falsificada por ¥ 180.000

- 12 de novembro de 2022

A polícia prendeu um homem de 50 anos de Tóquio por suspeita de vender uma reprodução não autorizada da antologia de quadrinhos semanal que continha a primeira parte da série de mangá “Dragon Ball”.

A Delegacia de Polícia de Tsubata, na província de Ishikawa, disse na quarta-feira que prendeu Takeshi Katahira por suspeita de infringir os direitos autorais da editora Shueisha Inc.

De acordo com o anúncio da polícia, Katahira supostamente vendeu uma cópia falsificada da edição nº 51 da Weekly Shonen Jump – originalmente publicada em 1984 – em um site de leilões na Internet em abril. Um homem de 30 anos da província de Ishikawa comprou o item por cerca de ¥ 180.000.

Katahira afirma que pensou que a revista era autêntica, de acordo com a polícia. As edições autênticas da revista são encadernadas com grampos, mas a cópia falsificada vendida no site de leilões tinha uma encadernação com cola, disse a polícia.

O conteúdo da revista falsificada era idêntico ao da edição original. Inclusive continha uma reprodução do cartão-postal da pesquisa de leitores que acompanhava a edição original.

A polícia está investigando como ele ficou de posse da reprodução, da qual ele havia listado várias cópias no site de leilões.

A edição que traz a primeira parcela de “Dragon Ball” é popular entre os colecionadores. O homem que comprou involuntariamente a revista falsificada no site de leilões já tinha uma edição autêntica. Ele teria dito que fez um lance no item de Katahira porque “queria um em melhores condições”.

No entanto, a textura do papel na cópia que recebeu levantou suas suspeitas, então ele entrou em contato com a polícia.

Na quarta-feira, a Shueisha postou uma mensagem no site Weekly Shonen Jump para alertar os fãs que revistas falsificadas estavam sendo vendidas em sites de leilões na internet.

A cópia falsificada do Weekly Shonen Jump apreendida pela Delegacia de Polícia de Tsubata na Prefeitura de Ishikawa
Estamos há mais de 20 anos no mercado contratando homens e mulheres até a 3º geração (sansei) com até 65 anos, casais com ou sem filhos para trabalhar e viver no Japão, temos mais de 400 vagas e parceria com +50 empreiteiras em diversas localidades. Auxiliamos na emissão do Visto Japonês, Documentos da Empreiteira, Certificado de Elegibilidade, Passagem e mais. Contate-nos via WhatsApp para mais informações sobre empregos no Japão: (11) 95065-2516 📲🇯🇵✨ ©𝐍𝐨𝐳𝐨𝐦𝐢 𝐓𝐫𝐚𝐯𝐞𝐥.
Comentários estão fechados.