702 visualizações 2 min 0 Comentário

Abe disse que deverá começar o ano acadêmico em setembro

- 30 de abril de 2020
Crianças em um patio escolar

O primeiro-ministro do Japão disse na manhã desta última quarta-feira, que irá considerar o adiamento do início do ano acadêmico para setembro, devido à situação da saúde atual. 

Ele ainda disse que, como o Japão está passando por uma mudança de magnitudes imensas, ele “gostaria de considerar várias opções”, e referiu-se ao início do ano acadêmico que deverá ser adiado para setembro. 

Em uma reunião na Câmara, ele também disse que reconhece que a mudança deve afetar não apenas aos estudantes, como também aos seus pais.  

Normalmente o ano acadêmico no Japão tem início em meados de abril, enquanto nos outros países, normalmente acontece em setembro.  

Muitas escolas fecharam após a declaração do governo para impedir a disseminação no novo coronavírus, entretanto, havia esperanças de que elas permanecessem fechadas apenas até o início de maio, quando a declaração de emergência chegasse ao fim. 

A governadora de TokyoYuriko Koike, expressou seu apoio para um início de ano tardio, dizendo que “seguir os padrões internacionais, faz parte da educação”. 

“Se o novo semestre começar em setembro, o jardim de infância, as escolas primárias e secundárias e a procura de emprego mudarão”, disse ela. “Será uma chance de mudar muito a sociedade”. 

Leia também:   Mori diz que as Olimpíadas correm risco de serem canceladas novamente

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão