681 visualizações 2 min 0 Comentário

Apesar da pandemia, taxa de contratação de “sei shain” continua em alta

- 12 de junho de 2020

A taxa de contratação para aqueles que se formaram na universidade nesta primavera ficou em 98% em 1 de abril, um aumento de 0,4 ponto percentual em relação ao ano anterior e igualando o recorde estabelecido dois anos atrás, disseram os ministérios do Trabalho e Educação na sexta-feira.

Enquanto isso, a taxa de emprego para os recém-formados no ensino médio chegou a 98,1% no final de março, uma queda de 0,1 ponto.

“A necessidade de recrutas das empresas continua alta”, disse uma autoridade do Ministério da Educação.

A taxa de contratação representa a proporção de recém-formados que garantiram emprego contra aqueles que procuraram emprego.

A taxa para novos graduados universitários subiu em cinco das seis regiões do país, com Hokkaido-Tohoku e Kinki reescrevendo seus respectivos recordes.

No entanto, em meio à epidemia de coronavírus, as ofertas informais de emprego para 107 graduados haviam sido canceladas em 10 de junho, enquanto o início do emprego para 994 graduados havia sido adiado, segundo o Ministério do Trabalho. Esses casos foram particularmente visíveis nas indústrias de hotéis e restaurantes.

A crise do coronavírus também está forçando as companhias aéreas a suspender as atividades de recrutamento para estudantes que devem se formar na próxima primavera.

Uma pesquisa recente do setor privado mostrou que a taxa de contratação para os graduados da próxima primavera provavelmente será menor do que um ano antes.

O governo está pedindo aos grupos empresariais que realizem atividades de recrutamento a longo prazo, enquanto observam atentamente a situação.

Portal Mundo-Nipo
Sucursal Japão Tóquio
Jonathan Miyata