656 visualizações 2 min 0 Comentário

Boate registra queixa criminal contra jogadores de rugby do Uruguai

- 31 de outubro de 2019
Polícia sendo acionada

[faceturbo][/faceturbo]
Uma boate localizada na região sudoeste do Japão, prestou queixa criminal na quarta-feira (30), contra jogadores da seleção uruguaia de 
rugby que competiram na Copa do Mundo de Rugby. De acordo com os advogados que representam a boate, a queixa é por supostamente causar danos a propriedade. 




 

A boate, Bacon Egg, localizada na cidade de Kumamoto, apresentou um documento com detalhamento de todos os danos causados depois que dois jogadores atacaram um funcionário da boate que estava em pé na entrada. Além dos danos materiais, o funcionário teve uma entorse nas costas. 

Um representante do comitê organizador da copa visitou a boate e pediu desculpas pelo ocorrido, ainda de acordo com o representante, os dois jogadores expressaram remorso pelo o que causaram. Mas a boate por sua vez, condenou a atitude e disse ser “deplorável” o fato de que a boate não tenha recebido um pedido de desculpas diretamente pela equipe. 

Entenda o caso: um grupo de jogadores e de outras pessoas ligadas à equipe uruguaia, visitou a boate no começo do dia 14 de outubro, após a derrota por 35 a 13 para o País de Gales (que por sua vez já está fora da Copa também), no Estádio Kumamoto. E de acordo com o advogado representante da boate, alguns dos jogadores se envolveram em confusão. 

Os dois jogadores envolvidos na acusação deixaram o Japão com o resto do time depois de falharem na tentativa de chegar às quartas de final. 

Leia também:   Medalhista olímpico do Japão se envolve em acidente de trânsito

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão