114 visualizações 3 min 0 Comentário

Cidadãos japoneses no Sudão evacuados por avião das Forças de Autodefesa

- 24 de abril de 2023

Crédito: Japan Times – 24/04/2023 – Segunda

O Japão evacuou seus cidadãos presos no Sudão devastado pelo conflito a bordo de um avião das Forças de Autodefesa na segunda-feira, disse o primeiro-ministro Fumio Kishida, enquanto alguns japoneses foram transportados em operações por governos estrangeiros.

O avião SDF está transportando 45 residentes japoneses e suas famílias de Port Sudan, no nordeste do país, para Djibuti, disse Kishida, acrescentando que vários japoneses permaneceram no Sudão desejando evacuar.

Não houve relatos de feridos entre os japoneses, incluindo funcionários da embaixada, disse o secretário-chefe do gabinete, Hirokazu Matsuno, em entrevista coletiva no início do dia em Tóquio.

Três aeronaves da Força Aérea de Autodefesa chegaram a Djibuti no domingo, cerca de 1.200 quilômetros a sudeste da capital do Sudão, Cartum, em preparação para a evacuação de cidadãos japoneses.

A França, por sua vez, disse que dois cidadãos japoneses estavam entre as quase 400 pessoas transportadas para fora do país africano a bordo de aeronaves militares francesas.

A Turquia também evacuou seus cidadãos e outros no Sudão usando 13 ônibus que transportavam cerca de 640 pessoas, incluindo japoneses, chineses e azerbaijanos, segundo a mídia turca. Eles devem voar da capital da Etiópia, Addis Abeba, para Istambul.

Kishida disse na segunda-feira que o governo está tentando garantir uma saída segura do Sudão para os cidadãos japoneses.

No Sudão, os combates entre forças militares e paramilitares continuam a aumentar.

Embora as forças armadas do Sudão e o grupo paramilitar Forças de Apoio Rápido pareçam ter concordado com um cessar-fogo de 72 horas até segunda-feira, os confrontos continuaram na capital e em outros lugares.

A luta provocou uma disputa, já que muitos países buscam remover seus cidadãos remanescentes do Sudão.

A Itália está evacuando centenas de pessoas, incluindo outros estrangeiros, enquanto a Alemanha começou a transportar mais de 300 cidadãos, de acordo com relatos da mídia.

Foto: Japan Times (Franceses e outras pessoas de outras nacionalidades desembarcam em uma base aérea militar francesa em Djibuti no domingo | ETAT MAJOR DES ARMEES / VIA AFP-JIJI)

Comentários estão fechados.