186 visualizações 5 min 0 Comentário

Dia da Consciência Negra, Início de mudança de suas atitudes

- 20 de novembro de 2023

No dia 20 de novembro no Brasil é comemorado o Dia da Consciência Negra.

Apesar de ser celebrado em todo o país, o Dia Nacional da Consciência Negra está no calendário oficial de feriados em apenas parte do Brasil, como Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro. Também é feriado municipal em 1.260 cidades brasileiras. Como o Brasil tem 5.568 municípios, o Dia da Consciência Negra é, portanto, feriado em 29% das cidades do país.

Desde 2003, a lei federal 10.639 tornou obrigatório o ensino da história e da cultura afro-brasileira nas escolas, incluindo assim o Dia da Consciência Negra no calendário escolar. Em 2011, a então presidente Dilma Rousseff (PT) oficializou o 20 de novembro como Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, mas não transformou a data em feriado nacional.

data marca a morte de Zumbi, o líder do Quilombo dos Palmares, localizado na Serra da Barriga, hoje Estado de Alagoas. Quilombo é o nome que se dá a comunidades — em geral fortificadas — formadas majoritariamente por escravizados fugitivos. Palmares foi o maior quilombo brasileiro, chegando a ter simultaneamente 20 mil habitantes, maior portanto do que a maioria das cidades brasileiras daquela época, quando o país tinha cerca de 300 mil habitantes — excluídos os indígenas. Capturado e preso, Zumbi morreu degolado pelas tropas do bandeirante em 20 de novembro de 1695.

Palavras do Editor-Chefe do Portal Mundo-Nipo

É com alegria que o Portal Mundo-Nipo exalta o Dia da Consciência Negra, que a nossa sociedade negra tem se mobilizado para reduzir, eliminar injustiças sociais e a valorização da cultura e sua gente.

É muito triste que em pleno século 21 tenhamos que alertar comportamentos de parte de nosso povo sobre a discriminação do povo preto. Estes comportamentos acontecem diariamente, muito mais do que nós imaginamos.

Do cliente de aplicativo de entrega de refeição que quer devolver o pedido porque o entregador é negro. Da lojista que não quer vender para o cliente preto. Torcedores que vão ao estádio de futebol e imitam o macaco para ferir o jogador do time adversário. Casos de abusos de abordagem policial, que em alguns casos a vítima chegou à óbito.

Entendo que não haverá como obrigar uma pessoa a gostar de outra que é negra, pois este sentimento é algo involuntário. Mas é necessário que as pessoas tenham empatia. As pessoas possuem sentimentos: De onde vem a satisfação de magoar uma pessoa? É importante que as pessoas sejam justas. Que não faça a outrem o que não gostaria que alguém fizesse a si. Se não possui afinidade com algo lícito e justo, guarde seus comentários para si.

Nós brasileiros somos um país com alto grau de miscigenação e é isto que faz a nossa cultura ser tão rica. E a raça africana tem uma grande contribuição em tudo isto: música, culinária, esporte, arte, etc.

Para refrescar a memória dos esquecidos e mal informados, veja o nome de alguns ícones negros brasileiros: Edson Arantes do Nascimento – Pelé, Gilberto Gil, Djavan, Milton Nascimento, Carlinhos Brown, Elza Soares, Martinho da Vila, Alexandre Pires, Thiaguinho, Margareth Menezes, Zezé Motta, Grande Otelo, Mussum, Joaquim Barbosa, João Carlos de Oliveira (João do Pulo), e muitos outros que contribuíram ou ainda contribuem para enriquecer a história do Brasil.

Que o dia 20 de novembro de 2023 seja um novo recomeço a todos que pensam diferente, que a partir do dia 21 de novembro tenham atitudes empáticas e justas.

Portal Mundo-Nipo

Brasil – São Paulo

Editor Chefe

Comentários estão fechados.