137 visualizações 4 min 0 Comentário

Eleições Russas 2024, Como Putin Conquistou 87% dos Votos

- 20 de março de 2024

Puttin reinará até 2030 através de uma eleição com resultados manipulados, sem opositores e sem escrúpulo

Vladimir Putin assegurou sua reeleição na Rússia, garantindo sua permanência no poder até 2030, conforme anunciado pela TV estatal Russia-24. Este resultado foi confirmado pela Comissão Eleitoral Central da Rússia, que reportou que Putin obteve aproximadamente 87% dos votos, com a apuração de cerca de 60% dos distritos eleitorais até o final do dia de votação, em 17 de março. Esse desfecho já era esperado, baseado em pesquisas de boca de urna divulgadas imediatamente após o encerramento da votação, reafirmando o favoritismo de Putin.

A eleição, que teve início na sexta-feira, 15 de março, e se estendeu até o domingo, 17 de março, viu mais de 8 milhões de votos sendo realizados online, um marco para o processo eleitoral russo. A ausência de concorrentes com chances reais de vitória contra Putin foi notória, considerando que os outros três candidatos, todos deputados, são frequentemente descritos como figuras simbólicas, dada sua postura de apoio às políticas de Putin, incluindo a guerra na Ucrânia.

Este pleito ocorre em um momento de repressão intensa na Rússia, com a supressão de meios de comunicação independentes e a perseguição a grupos de direitos humanos e figuras de oposição. A morte de Alexei Navalny, o mais proeminente crítico de Putin, em uma prisão no Ártico em fevereiro, e a detenção ou exílio de outros críticos, sublinham o ambiente hostil para a oposição no país.

Apesar da atmosfera repressiva, incidentes de resistência e protesto foram relatados durante o período de votação, incluindo atos de vandalismo em locais de votação e manifestações públicas contra Putin, destacando-se a participação de Yulia Navalnaya, viúva de Alexei Navalny, que votou na embaixada russa em Berlim em um ato simbólico de desafio.

Além dos desafios internos, a eleição foi marcada por tensões externas, particularmente com a Ucrânia, que intensificou suas ações militares contra a Rússia durante o período de votação, incluindo um ataque com drones a Moscou.

Putin, que agora se encaminha para seu quarto mandato, tem sido uma figura dominante na política russa por 24 anos, sendo o líder mais duradouro desde Josef Stalin. Sua reeleição, facilitada por uma mudança constitucional em 2020 que lhe permite permanecer no cargo até 2036, solidifica ainda mais seu controle sobre o poder na Rússia, em um contexto de eliminação efetiva da oposição política e controle sobre a mídia.

A eleição russa de 2024, portanto, não apenas reafirma a posição de Putin, mas também destaca as profundas questões de liberdade e democracia dentro do país, com a comunidade internacional observando atentamente os desenvolvimentos futuros sob seu prolongado regime.

Portal Mundo-Nipo
Sucursal Japão – Tóquio
contato@mundo-nipo.com.br

Comentários estão fechados.