Início Brasil Jair Bolsonaro assume a Presidência da República do Brasil

Jair Bolsonaro assume a Presidência da República do Brasil

1177
0
Jair Bolsonaro é o 28º Presidente da República Federativa do Brasil.
Bolsonaro é o 28º Presidente da República Federativa do Brasil.

A cerimônia de posse para Presidente da República Federativa do Brasil de Jair Messias Bolsonaro iniciou às 14h 45.

A comitiva com o presidente eleito partiu da Catedral de Brasília e seguiu para o Congresso Nacional. Bolsonaro, Michelle e o filho Carlos subiram no Rolls Royce 1952, que muitos afirmam ter sido presente da rainha da Inglaterra, outros afirmam que foi uma aquisição do Planalto no governo Vargas. Carlos foi montado no Rolls Royce em uma demonstração de agradecimento de Bolsonaro devido ao empenho durante a campanha, na família é considerado “o Pittbull”. O carro que levava o presidente eleito foi acompanhado pelos batedores da polícia, seguranças e cavaleiros dos Dragões da Independência. Durante o trajeto um dos cavalos se assustou com a euforia da multidão causando um pequeno atraso.

O uso do carro aberto por Bolsonaro era dúvida devido questão de segurança. Bolsonaro e Michelle seguiram em pé acenando aos presentes enfileirados pela Esplanada dos Ministérios, a comitiva seguiu em direção ao Congresso Nacional.

Bolsonaro foi recebido pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia e presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira. Bolsonaro retornava à sua casa, o Congresso Nacional, aonde atuou por sete mandados consecutivos antes de ser eleito pelo voto popular, Presidente da República. A cerimônia de posse foi conduzida por Eunício, Bolsonaro e seu vice, o general Hamilton Mourão fizeram o discurso de juramento.

A comitiva dirigiu-se para o Palácio do Planalto com um certo atraso, Bolsonaro, Mourão e esposas foram recebidos pelo já então ex-presidente Michel Temer e Marcela. A entrega da faixa presidencial foi feita no parlatório do Planalto.

Temer e Marcela saíram discretamente às 17h pela garagem privativa em meio às vaias, comportamento um tanto desnecessário e indelicado por alguns presentes.

Quebrando o costume de posse presidencial, Michelle foi a primeira a discursar, em libras. A delicadeza e carisma da primeira dama foi surpreendente. O povo pediu um beijo ao presidente no fim de seu discurso, Michelle atendeu levando o público ao alvoroço.

Bolsonaro discursou prometendo o restabelecimento dos “padrões éticos e morais” do Brasil, libertar o país do socialismo, da inversão de valores, do gigantismo das estatais e do politicamente correto.

Discursou, “Temos o grande desafio de enfrentar os efeitos da crise econômica, do desemprego recorde, da ideologização de nossas crianças, do desvirtuamento dos direitos humanos, e da desconstrução da família”.

Ao fim do discurso sacou a bandeira do Brasil recebido por Onyx, até então futuro Ministro da Casa Civil. Afirmou, “Essa é a nossa bandeira, que jamais será vermelha. Só será vermelha se for preciso o nosso sangue para mantê-la verde e amarela”.

Após o seu discurso de posse, Bolsonaro e Michelle, Mourão e esposa, recepcionaram chefes de Estado e seus representantes dos países presentes. O fato de a data de posse ser definida no dia primeiro de janeiro dificulta a presença de um número maior de convidados. A data de posse foi definida pela última Constituição, no passado tivemos posses no início de março e também em novembro.

Um dos convidados festejados pelo novo governo foi o premiê de Israel, Benjamin Netanyahu. Netanyahu conta com o apoio de Bolsonaro para a troca da Embaixada do Brasil em Israel de Tel Avivi para Jerusalém. Este apoio será o ponta pé inicial para a cooperação no fornecimento de tecnologia de ponta de Israel pelos recursos naturais brasileiros. Dentre os convidados estavam o presidente do Chile (Sebastián Piñera), Bolívia (Evo Morales), Honduras (Juan Orlando Alvarado), Cabo Verde (Jorge Carlos Fonseca), Portugal (Marcelo Rebelo de Sousa) entre outros convidados. O presidente da Argentina, Maurício Macri não compareceu ao evento por estar de férias, porém enviou mensagens de felicitações e comparecerá ao Planalto no dia 16. Representando-o estava o Ministro das Relações Exteriores argentino, Jorge Faurie.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tuitou, “Parabéns ao presidente Jair Bolsonaro que acaba de fazer um ótimo discurso de posse – os EUA estão com você!”, escreveu.

Bolsonaro não tem focado países do Mercosul como grandes parceiros comerciais e busca alternativas, Israel e Estados Unidos são algumas delas.

Nomeação de Ministros

Bolsonaro nomeou na noite desta terça-feira (1) 21 dos seus 22 ministros. Os novos ministros assumirão suas pastas nesta quarta-feira (2) aonde haverá a cerimônia de transmissão de cargo. Veja quais são os novos ministros ou cargos com peso de ministro:

Ministério da Justiça – Sérgio Moro

Ministério da Ciência e Tecnologia – Marcos Pontes

Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos – Damares Alves

Banco Central – Roberto Campos Neto

Ministério da Cidadania – Osmar Terra

Ministério da Agricultura – Tereza Cristina

Ministério da Economia – Paulo Guedes

Ministério da Defesa – Fernando Azevedo e Silva

Casa Civil – Onyx Lorenzoni

Ministério das Relações Exteriores – Ernesto Araújo

Ministério da Infraestrutura – Tarcísio Gomes

Ministério da Educação – Ricardo Vélez

Ministério da Saúde – Luiz Henrique Mandetta

Advocacia-Geral da União – André Luiz de Almeida Mendonça

Secretaria do Governo – General Carlos Alberto Santos Cruz

Ministério do Desenvolvimento Regional – Gustavo Canuto

Ministério do Meio Ambiente – Ricardo Salles

Ministério de Minas e Energia – Almirante Bento Costa Lima de Albuquerque

Ministério do Turismo – Marcelo Álvaro Antônio

Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União – Wagner de Campos Rosário

Secretaria-Geral da Presidência da República – Gustavo Bebianno

Gabinete de Segurança Institucional – General Augusto Heleno

 

COMENTÁRIO

O Mundo-Nipo está otimista com a posse do novo governo e equipe e está voltada para levar ao conhecimento do público questões em que Bolsonaro necessitará de apoio popular.

Que Deus abençoe Jair Messias Bolsonaro, o novo Presidente da República Federativa do Brasil!

Mundo-Nipo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here