2.906 visualizações 2 min 0 Comentário

Japão acorda incrivelmente quieto após declaração de emergência

- 8 de abril de 2020
pessoas andando pela cidade

Tokyo e outras grandes cidades do Japão amanheceram incrivelmente quietas na manhã desta quarta-feira, com muitas lojas fechadas e menos pessoas circulando pelas ruas, um dia após a declaração de estado de emergência para o país. 

Muitos supermercados, drogarias e outros serviços que de Tokyo e Osaka, decidiram permanecer fechadas até o dia 6 de maio, seguindo o pedido do governo para ficar em casa e limitar o contato social. 

Isetan Mitsukoshi Holdings Ltd. fechou todas as suas seis lojas de departamentos Mitsukoshi e Isetan na área metropolitana, enquanto a loja da Matsuya Co na área comercial de Ginza, também foi fechada. Em algumas outras lojas de departamento, no entanto, as seções que vendiam alimentos continuam em operação. 

Outros estabelecimentos como os que fornecem boliches, cinemas e lojas dentro dos prédios das estações, também encontram-se fechados. 

O McDonald’s Co também continuou a operar a maioria de suas lojas. A Starbucks Coffee Co disse que, a partir de quinta-feira, fechará cerca de 850 lojas localizadas nas sete prefeituras visadas pela declaração. 

Trens e ônibus circulavam, embora o número de pessoas que embarcam seja menor. 

“Em uma manhã normal, o tráfego é muito intenso aqui, mas sinto que há muito menos passageiros hoje”, disse um executivo de 59 anos em frente à estação JR Yurakucho, no centro de Tokyo. 

“Temos funcionários trabalhando em casa, mas há tarefas que me obrigam a ir ao escritório, como lidar com documentos que precisam ser assinados com um selo”, disse ele. 

Leia também:  Trens deverão funcionar normalmente durante o “estado de emergência” 

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão