A juíza Perla Saliba Brito determinou a prisão de funcionários da Vale e engenheiros ligados à barragem da Vale que se rompeu em Brumadinho (MG). A juíza lembrou que três dos presos assinaram declaração de estabilidade das barragens.

Para a magistrada, não existe a possibilidade de que as barragens geridas por uma das maiores mineradoras mundiais, se rompam repentinamente, sem dar qualquer indício de vulnerabilidade.

O mandado de prisão foi determinado no dia 27 de janeiro e foram cumpridos no dia 29, quatro dias após a tragédia que deixou dezenas de mortos e centenas de desaparecidos.

Os presos ficarão em reclusão por 30 dias, eles serão investigados pela prática, de homicídio qualificado, crimes ambientais e falsidade ideológica. A juíza indicou que poderia ter ocorrido negligência por parte dos funcionários que atestaram as condições da barragem.

Fonte: UOL

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2019/01/29/juiza-decisao-barragem-presos-funcionarios-vale.htm.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.