Por medo de uma epidemia explosiva, o Japão pôs a bordo de um navio cruzeiro, mais de 3.700 pessoas, dentre elas suspeitos de infecção, tripulação e mais de 1.000 médicos. O navio de cruzeiro, que já está em alto mar há alguns dias, chegou ao ápice nesta sexta-feira, quando o Ministério da Saúde registrou mais de 41 pessoas infectadas pelo coronavirus, elevando o total para 61. 

Katsunobu Kato, ministro da Saúde, disse que os novos casos a bordo surgiram após colher 171 amostras de 273 passageiros que haviam apresentado os sintomas ou que tiveram contato próximo com passageiros suspeitos. 

Kato disse que o ministério da saúde planeja expandir os testes para poder cobrir os idosos e pessoas com condições pré-existentes. 

Em outros lugares, as autoridades de Taiwan confirmaram no mesmo dia que um navio de cruzeiro de Naha, na província de Okinawa, que não tinha permissão para atracar no Japão, poderia retornar a Keelung, perto de Taipei. 

A aprovação ocorreu um dia após a proibição de navios de cruzeiro de Taiwan entrar em vigor em meio ao surto em massa na Diamond Princess. 

Leia também: Lojas de conveniência são incentivadas a encurtar as horas de trabalho  

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here