945 visualizações 2 min 0 Comentário

Muitas escolas ainda permitem que os alunos usem as salas de aula

- 9 de março de 2020
Sala de aula japonesa

Muitas escolas das principais cidades do Japão estão oferecendo as salas de aulas abertas para que os alunos possam usar. A decisão vai contra o pedido do governo de fechamento de todas as escolas primárias e secundárias por medo da disseminação do coronavírus. Segundo os responsáveis, um grande número de pais não tinha onde deixar seus filhos e dependiam do sistema escolar para se manterem despreocupados. 

Os pais de todo o país reclamaram que o governo tomou uma decisão muito precipitadamente, deixando pouco tempo e alternativa para que eles se preparassem para o fechamento das escolas. 

77% dos municípios tomaram medidas de emergência, fornecendo lugares para que os filhos pudessem passar um tempo seguros, enquanto os pais que não podem tirar folgas para ficarem com os seus pequenos. 

29 municípios ainda disseram que não poderiam fechar as escolas na data solicitada pelo governo, pois precisavam de tempo para garantir que as crianças fossem cuidadas adequadamente e que medidas iriam ser implementadas para que as salas continuem seguras do vírus. 

“Podemos fornecer lugares para manter as crianças, mas fornecer instalações adequadamente espaçosas para que todos previnam infecções é outra história”, disse um funcionário do governo da cidade de Himeji, no oeste do Japão, com muitos dos municípios pesquisados pedindo ao governo central que forneça o suficiente máscaras e desinfetante para estudantes incapazes de ficar em casa sozinhos. 

Leia também:   Funcionário do McDonalds contrai coronavírus e filial fecha

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão