463 visualizações 2 min 0 Comentário

Nova Era da Língua Japonesa: Adoção do Sistema Hepburn Anunciada

- 4 de março de 2024

Consistência e Praticidade: Objetivos da Atualização de Romanização. Alinhando a escrita oficial japonesa ao uso cotidiano e internacional

O Japão está se preparando para atualizar suas diretrizes de romanização pela primeira vez em aproximadamente sete décadas, com o objetivo de alinhar o método de transliteração de sua língua oficial ao uso diário, conforme informado por autoridades governamentais. Esta mudança significativa envolverá a transição do atual sistema Kunrei-shiki para o sistema Hepburn, que é mais refletivo das pronúncias em inglês e já amplamente adotado em vários contextos sociais e oficiais no Japão, incluindo passaportes e sinalização de trânsito.

Por exemplo, sob as novas regras de Hepburn, a grafia oficial da prefeitura de Aichi será alterada de “Aiti” para “Aichi”, e o icônico distrito comercial de Tóquio, Shibuya, será oficialmente reconhecido como “Shibuya” em vez de “Sibuya”. Essas mudanças visam promover uma maior consistência entre a romanização oficial e o uso prático, abordando a discrepância entre o sistema Kunrei-shiki, oficializado pelo Conselho de Ministros em 1954, e o sistema Hepburn, preferido por sua proximidade com a pronúncia inglesa.

Apesar da adoção do Kunrei-shiki nas diretrizes curriculares para estudantes do terceiro ano do ensino fundamental, há uma crescente preocupação de que a divergência entre as práticas oficiais e cotidianas esteja gerando confusão. Um subcomitê do Conselho de Assuntos Culturais reconheceu a necessidade de revisão para facilitar a comunicação e sugeriu a consideração de uma atualização das regras de romanização.

Para implementar essa mudança significativa, o Ministro da Educação precisará consultar o Conselho sobre a alteração do anúncio do Gabinete que estabeleceu o sistema Kunrei-shiki. Essa revisão das regras de romanização representa um esforço consciente do Japão para melhorar a clareza e a eficácia da comunicação tanto para os cidadãos quanto para os visitantes internacionais, refletindo um compromisso com a acessibilidade e a compreensão global.

Comentários estão fechados.