176 visualizações 4 min 0 Comentário

Revolução dos Semicondutores, A Parceria Estratégica Japão-EUA

- 6 de março de 2024

Mercado Global de Semicondutores: Uma Competição Acirrada” “EUA e Japão na Luta pela Liderança Tecnológica

A aliança entre Japão e Estados Unidos está fortalecendo-se em torno de um elemento crucial para a tecnologia moderna: os semicondutores. Diferente das tensões vividas nas décadas de 1980 e 1990, hoje, os semicondutores representam um ponto de união e colaboração entre os dois países. Ambos estão empenhados em construir uma cadeia de suprimentos estável para semicondutores e manter sua liderança na vanguarda desta tecnologia essencial.

A Importância Estratégica dos Semicondutores
Semicondutores são fundamentais para o século XXI, presentes em praticamente todos os dispositivos digitais, desde automóveis até smartphones. Com mais de 1 trilhão de chips fabricados anualmente e um mercado que alcançou US$ 618 bilhões em 2022, a competição global neste setor é feroz.

Historicamente, os EUA e o Japão alternaram posições de liderança no mercado de semicondutores. Atualmente, apesar de os EUA deterem cerca de 47,2% do mercado global, o Japão luta para manter uma posição significativa, com sua participação de mercado agora reduzida a um dígito.

Resposta à China e a Crise na Cadeia de Suprimentos
A preocupação com a posição central da China nas cadeias de abastecimento globais, especialmente em semicondutores, e o domínio do mercado Indo-Pacífico, que representa mais de 61% da produção e vendas globais de chips, impulsionou Japão e EUA a buscar maior resiliência e relocalização da produção de semicondutores.

Ambos os governos ofereceram incentivos significativos para atrair investimentos na indústria de semicondutores. Os EUA comprometeram-se com cerca de 57 bilhões de dólares em subsídios, enquanto o Japão investiu trilhões de ienes para modernização e desenvolvimento de tecnologias avançadas.

Cooperação Bilateral e Iniciativas Conjuntas
A cooperação entre Japão e EUA estende-se por diversas frentes, incluindo acordos para acelerar o desenvolvimento de semicondutores de próxima geração e a criação de centros de pesquisa conjuntos. Essa parceria também se reflete no setor privado, com empresas japonesas colaborando com a IBM para desenvolver chips de 2 nanômetros, o que representa a vanguarda da tecnologia em semicondutores.

Adicionalmente, os dois países lançaram a Parceria entre Universidades EUA-Japão (UPWARDS) para o Futuro, uma iniciativa de 60 milhões de dólares destinada a fortalecer os laços entre a indústria e o ensino superior em semicondutores.

Desafios e Perspectivas Futuras
Apesar dos avanços, a parceria enfrenta desafios, incluindo a possibilidade de mudanças políticas nos EUA que poderiam afetar a cooperação bilateral. A venda da US Steel para a Nippon Steel é vista como um teste crítico para o compromisso dos EUA com a aliança.

A colaboração em semicondutores entre Japão e EUA é um exemplo notável de como a cooperação internacional pode impulsionar o avanço tecnológico e fortalecer a segurança econômica. À medida que os dois países continuam a trabalhar juntos, a chave para o sucesso duradouro será manter a parceria resiliente frente às mudanças políticas e econômicas globais.

Comentários estão fechados.