776 visualizações 2 min 0 Comentário

Robô garçonete japonesa serve sorrisos no Afeganistão

- 17 de fevereiro de 2020
Robô timea caminha pelo salão para entregar o seu pedido

A primeira garçonete robô do Afeganistão foi enviada para o país para distribuir sorrisos e lanches, para tentar confortar os corações devastados pela guerra. 

“Muito obrigada”, diz a máquina em Dari, um dos dois principais idiomas locais. 

O gerente do restaurante que teve o prazer de recebê-la, Mohamammad Rafi Shirzard, disse que a robô humanoide, importada do Japão e especialmente vestida como se estivesse usando o hijab, já atraiu milhares de novos clientes, desde que ele começou a trabalhar no mês passado. 

“É interessante para muitas pessoas virem aqui ver um robô na vida real”, disse ele. “às vezes, as crianças saltam de alegria e surpresa, quando a veem trazendo o seu lanche”. 

O robô, embora sejam altamente comuns na China e Japão, são muito raros em países como o Afeganistão, por estar sempre em conflito. 

Após décadas de guerra, o país se mantém estruturalmente e economicamente em ruínas. Ver uma garçonete alimentada por uma bateria, proporcionou um grande entretenimento para Cabul. 

Nomeada de “Timea”, a robô de 150 centímetros realiza tarefas simples e rudimentares como servir mesas, remover bandejas e desejar feliz aniversário. 

Ela também é capaz de parar ao ver um obstáculo e fornece um painel de toque para que os clientes possam pedir através do computador.  

Apesar de ser uma grande novidade, alguns afegãos ainda enxergam Timea como uma ameaça ao país, principalmente se tratando de desemprego.  

“Isso é ridiculamente errado”, escreveu o internauta do Facebook Kashif Abobaker. “Eles empregam um robô quando há dezenas de milhares de jovens procurando desesperadamente um emprego”. 

Leia também:  Escolas permanecem fechadas devido ao vírus 

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão