467 visualizações 40 segundo 0 Comentário

Secretário responde à ataques de suposta festa ilegal de Shinzo Abe

- 22 de novembro de 2019
Político defendendo Shinzo abe

O secretário-chefe do gabinete, Yoshihide Suga, disse nesta quinta-feira (21), que o primeiro ministro japonês Shinzo Abe, não violou as leis de eleições para cargos públicos em virtude da festa anual de “Flores de Cerejeira”, organizada por ele. 

De acordo com o secretário, em uma reunião realizada na Câmara de Vereadores, convidar partidários ou realizar jantares privados, segundo a lei, não constitui ato de compra de votos. 




 

Os comentários do secretário chefe do gabinete vieram após o parlamentar da oposição, Hiroyuki Konishi, dizer que os participantes foram convidados em nome de Abe e que também receberam refeições e presentes sofisticados.  

Ainda de acordo com o secretário, não houveram atos de compra de voto porque os convidados foram selecionados pela Secretaria do Gabinete. 

De acordo com o diretor geral do secretariado do ministro no Gabinete, Yukihiro Otsuka, o custo das comidas e bebidas servidas na festa realizada deste ano foi de 1.204 ienes por pessoa, informou Yukihiro Otsuka. 

Leia também:  Okinawa cria força-tarefa para reconstruir Castelo de Shuri 

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão