153 visualizações 3 min 0 Comentário

Segurança das Crianças Primeiro, Entenda o Novo Sistema de Triagem no Japão

- 20 de março de 2024

Até 20 Anos de Registro Acessível, Crimes graves contra crianças mantêm-se no histórico.

Na terça-feira, o Gabinete do Japão deu um passo significativo para a proteção das crianças contra a agressão sexual, aprovando um projeto de lei que impõe verificações de antecedentes para indivíduos buscando emprego em setores que envolvem o contato direto com crianças. Este movimento visa instaurar um sistema similar ao Disclosure and Barring Service (DBS) do Reino Unido, conhecido por sua eficácia na prevenção de abusos.

O novo processo de triagem, que será conduzido pela Agência para Crianças e Famílias, exige que os empregadores solicitem informações sobre possíveis funcionários para verificar se possuem histórico de crimes sexuais registrados pelo Ministério da Justiça. Candidatos a emprego devem fornecer suas informações de registro familiar para essa verificação. Aqueles identificados com registros terão a oportunidade de retirar suas candidaturas em privado dentro de um período de duas semanas, evitando que os empregadores sejam notificados. Caso contrário, os resultados serão compartilhados com o empregador.

Importante destacar que os registros de crimes sexuais, incluindo estupro, assédio e filmagem não consensual de menores, podem permanecer acessíveis por até 20 anos para crimes puníveis com prisão e até 10 anos para aqueles penalizados apenas com multas.

O projeto de lei torna obrigatória a realização dessas verificações em escolas e creches, enquanto outras instituições que trabalham com crianças, como cursinhos e clubes esportivos, podem optar por um sistema de certificação que indica aos pais se as verificações foram realizadas.

Além disso, as verificações de antecedentes serão exigidas para funcionários atuais, com o governo desenvolvendo diretrizes sobre como lidar com casos de histórico de crimes sexuais, incluindo a possível transferência ou demissão do funcionário.

Este esforço para implementar um sistema de verificação de antecedentes no Japão surge em resposta a uma série de casos de abuso sexual infantil em instituições educacionais e de cuidado, destacando a necessidade urgente de medidas de proteção mais rigorosas. O debate sobre a introdução deste sistema tem sido prolongado, refletindo preocupações sobre privacidade, mas a crescente demanda por segurança das crianças levou à formulação e aprovação deste projeto de lei.

O governo japonês busca aprovar o projeto de lei na sessão parlamentar atual, marcando um avanço significativo na proteção das crianças contra abusos sexuais e reforçando a segurança em ambientes educacionais e recreativos.

Portal Mundo-Nipo
Sucursal Japão – Tóquio
contato@mundo-nipo.com.br

Comentários estão fechados.