Nesta segunda-feira, o primeiro-ministro Shinzo Abe, disse que o Japão irá formar uma unidade de defesa espacial para se proteger de ameaças em potencial. A medida, que terá colaboração com o seu colega americano, o presidente Donald Trump, foi tomada para impedir que os rivais possam desenvolver mísseis e outras tecnologias contra o país.  

Segundo Abe, a unidade de Missão do Domínio Espacial começará em abril e fará parte da Força Aérea de Autodefesa do Japão. 

Ele disse que o Japão deve se defender de ameaçar ciberespaciais e de interferência eletromagnética contra os satélites japoneses. A medida também foi tomada devido às crescentes preocupações de que a China e a Rússia estejam buscando maneiras de interferir, desativar ou destruir os satélites japoneses. 

“Vamos reforçar drasticamente a capacidade e o sistema para garantir a superioridade” nessas áreas, disse Abe. 

A unidade espacial será adicionada a uma base aérea existente em Fuchu, em Tokyo, onde cerca de 20 pessoas serão equipadas para o lançamento completo em 2022.  

O papel da unidade espacial é conduzir a navegação e as comunicações por satélite, para as tropas que estarão em terra. 

Leia também: Cientistas japoneses encontram células que combatem o câncer  

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here