primeiro-ministro, Shinzo Abe, e o líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, se reuniram nesta quinta-feira em Teerã em meio a crescentes tensões militares no Golfo Pérsico, com Khamenei negando qualquer intenção de “desenvolver, usar ou usar armas nucleares”.


 

Abe estava na capital iraniana pela primeira vez em 41 anos, com o objetivo declarado de neutralizar as tensões entre Teerã e Washington.

Durante a reunião com Khamenei, Abe citou o presidente dos EUA, Donald Trump, dizendo que ele não quer ver uma “escalada” da situação. Abe então explicou sua opinião sobre a intenção de Trump, disse o primeiro-ministro aos repórteres.

De acordo com Khamenei, Abe disse a ele que os EUA estão prontos para conversar com o Irã. Mas o líder supremo iraniano disse que “não pode confiar nas palavras dos EUA” na declaração.

O Irã está preso em um amargo confronto com os Estados Unidos desde que Trump se retirou de um acordo nuclear de 2015 em maio do ano passado.

Desde então, Washington voltou a impor sanções unilaterais – que forçaram Tóquio a interromper suas compras substanciais de petróleo iraniano – e lançou um aumento militar na região.

Fonte: KYODO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.