121 visualizações 23 segundo 0 Comentário

China busca retomar o crescimento econômico após queda de 14,5%

- 11 de setembro de 2023

XANGAI – 

A procura agregada da China enfraqueceu significativamente nos últimos três anos.

Além dos efeitos duradouros da política anti-COVID-19 da China, o país também foi pressionado pela diminuição do consumo global. As exportações caíram 14,5% em termos anuais em julho, um forte contraste com o robusto crescimento das exportações de 17,2% registado em julho de 2022. Dadas estas pressões de recessão, a decisão do governo de não anunciar um pacote de estímulo massivo, como muitos tinham previsto, deixou os estrangeiros e os observadores chineses profundamente perplexos.

Líderes da China estão conscientes do abrandamento econômico em curso, podem estar a estimar que o risco de um resgate é pior do que o risco da inércia. Ou talvez tenham mais confiança na resiliência da economia nacional contra uma recessão global e acreditem que a economia irá recuperar rapidamente por si só.

Portal Mundo-Nipo

Sucursal Japão – Tóquio

Jonathan Miyata

Comentários estão fechados.