kimono tornou-se imensamente popular durante a Era Edo, especialmente por gueixas e os atores de kabuki. Então, em 1683 o quinto imperador Tokugawa, proibiu que as pessoas usassem kimonos caros e vistosos.  

Entretanto as pessoas não pararam de usar a vestimenta. Ao invés disso, eles se rebelaram usando peças com designs que apenas olhando bem de pertinho, poderia saber o que tinha. 




 

Os kimonos vieram com tudo a partir do século 19, mas novamente caíram na desgraça durante a Era Meiji, quando o governo queria que todos passassem a usar roupas ocidentais devido a enorme ocidentalização do país. 
 Além do mais, você sabia que ukimono é feito por um único pedaço de pano? 

 Cada kimono é composto de oito tiras retangulares cortadas de um único pedaço de pano, chamado de tanmono. O corte tem um tamanho padrão medindo 38cm por 12,5 metros. Quando moldado, qualquer excesso de tecido sobrando é colocado para dentro, ao invés de cortado.  

 Os Kimonos são diferentes para cada tipo de pessoa 

Existem muitos kimonos por  para corresponder a cada idade e o sexo da pessoa.  

Por exemplo, homens usam kimonos com uma jaqueta e calças de pernas largas chamadas hakma. Os desenhos do kimono masculino também tendem a ter cores e padrões mais suaves. Diferente do das mulheres que usam kimonos dependendo do estágio da vida em que estão.  

 Existem kimonos de todos os tipos de valores 

As variações de tecidos podem estipular o valor do kimono. Existem os de seda, cânhamo, algodão, poliéster.  Os de seda são geralmente os mais caros e só devem ser usados em ocasiões especiais, já os de algodão são geralmente usados para yukatas, pelo seu preço e densidade serem melhores para os dias de calor. 

 Agora que você já sabe seus fundamentos, você deve estar morrendo de vontade de comprar um, não é?!

Saiba que há regras de como vesti-lo corretamente para não passar vexame, e nós já ensinamos aqui no portal  

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.