845 visualizações 2 min 0 Comentário

Donos de pets devem se preocupar com o coronavírus?

- 9 de março de 2020
Cães utilizando máscaras criadas especialmente para pets

Com o surgimento do novo coronavírus, nomeado de COVID-19 pela OMS, os donos de pets em todo o mundo demonstraram suas preocupações ao se perguntarem se seus animais de estimação poderiam ser afetados pela epidemia.  

As notícias recentes que explodiram na internet, mostraram um cão em Hong Kong, que apresentou teste positivo para o COVID-19, e a incerteza se o animal poderia ser capaz de contaminar o seu responsável humano.  

Muitos internautas expressaram suas preocupações e ao mesmo tempo em que o pânico se instaurou, muitos se perguntavam sobre quais medidas deveriam tomar para garantir que seus animais ficassem seguros. 

Em resposta, os pesquisadores disseram que, assim como o coronavírus pode sobreviver em superfícies e objetos, eles também podem ficar “grudados” aos pelos dos animais, mesmo que eles não tenham contraído o vírus. 

O Departamento de Agricultura, Pesca e Conservação de Hong Kong está testando se o cão foi infectado pelo vírus ou apenas contaminado. 

A Organização Mundial de Saúde diz que não há evidências de que os animais possam ser infectados com coronavírus, mas recomenda que lavar as mãos após interagir com animais de estimação seja uma boa prática para evitar quaisquer perigos. 

Leia também:   Vagas para babás oferecem ¥10.000 em resposta à demanda

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão