480 visualizações 46 segundo 0 Comentário

Ex-funcionário da SoftBank é preso por fornecer informações a espiões

- 27 de janeiro de 2020
Fachada da Softbank

Um ex-funcionário da SoftBank Corp, cujo foi preso após fornecer informações sigilosas da grande operadora de telefonia japonesa, disse saber que as pessoas na qual ele entregou a propriedade, eram espiões russos.  

Yutaka Araki, de 48 anos, foi preso neste último sábado pela polícia de Tokyo, após ser considerado suspeito de roubar informações de um servidor da SoftBank em fevereiro do ano passado, violando a lei de prevenção de concorrência desleal do Japão.  

A polícia japonesa acredita que ele ofereceu segredos corporativos da empresa inúmeras vezes, para dois funcionários de um concorrente comercial russo em Tokyo, em troca de centenas de milhares de ienes.  

Durante seu julgamento, Araki confessou que sabia que eles poderiam ser espiões. O homem foi preso e demitido da empresa em meados de dezembro do ano passado. 

O funcionário, que retornou à Rússia em 2017, e seu sucessor com status diplomático de aproximadamente 50 anos, haviam solicitado especificamente quais informações eles desejavam, disseram as fontes. 

Acredita-se que as autoridades sejam membros do Serviço de Inteligência Estrangeira da Rússia. 

Leia também: China prolonga o feriado Lunar e fecha seus portões  

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão