A Kao Corp., uma grande fabricante de produtos químicos e de higiene pessoal, suspendeu um projeto promocional na quinta-feira após seu lançamento, depois que alguns de seus funcionários apontaram que o título poderia implicar discriminação racial.


 

O projeto #BeWhite da Kao tinha como objetivo encorajar as famílias a dividir as tarefas igualmente dentro das famílias, ao mesmo tempo promovendo a reavaliação das práticas no local de trabalho com base nos resultados de pesquisas internas sobre tarefas domésticas e de trabalho. O título foi posteriormente criticado por implicar um endosso da pele de cor clara.

De acordo com a empresa, o uso de “branco” foi feito para enfatizar a eficácia do detergente para roupas da empresa Attack, que aparece no final de um vídeo com funcionários da empresa.

Também foi feito para ser um sinal de “empresas brancas” – ou empresas que tratam bem seus funcionários em comparação com as “empresas negras” exploradoras, que são famosas pelo tratamento precário dos trabalhadores.

Fonte: KYODO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.