Um comercial de macarrão instantâneo em 1975 foi tirado do ar quando apresentou o seu slogan “Eu cozinho, ele come”, por gerar críticas sobre papéis tradicionais de gênero. No entanto, a frase ainda permanece intrínseca na sociedade, mesmo com o número crescente de mulheres no mercado de trabalho, e gerou discussões. 




Pensando nisso, o site Nippon realizou uma pesquisa para perguntar à alguns homens o que faziam durante a semana com relação aos seus hábitos alimentares e culinários:

Homens de 40 anos: 

  • 93,9% disse que “um membro da família prepara o jantar”
     
  • 10,6% disse que “prepara o próprio jantar” 

Homens de 60 anos:
 

  • 86,6% disse que “um membro da família prepara o jantar”
     
  • 17,9% disse que “prepara o próprio jantar” 

 

Comparados com 100% das mulheres nessas duas faixas etárias que diziam o quanto os homens de meia idade eram dependentes delas para cozinhar. 

70% dos homens na faixa dos 40 anos disseram que “quase nunca” ajudavam a esposa a preparar as refeições, contra apenas 20% que “faziam algumas vezes por semana” 

Quando perguntados sobre o porquê não ajudavam nas refeições, as respostas foram:
 

  • Tem alguém para fazer isso 
  • Chego tarde em casa 
  • Não sei cozinhar 

 

Os entrevistados também foram questionados sobre o que era necessário para garantir a segurança alimentar. 
Homens entre 40 e 60 anos disseram que era necessário comprar produtos frescos e evitar ter itens pré-preparados. 

Parece que, mesmo esses homens raramente ajudando em refeições, eles possuem consciência da importância da procedência do alimento. 

O governo vem tentando promover a igualdade de gênero, mas o trabalho doméstico continua a ser direcionado apenas para o sexo feminino, apesar do número crescente delas no mercado de trabalho.

A pesquisa foi realizada com 400 homens e mulheres entre 20 e 60 anos. 

 

Mundo-Nipo: O principal portal de notícias do Japão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.