Neste sábado (13), foi informado pelo jornal Mainichi que os diretores do Hospital Universitário de Akita se desculparam por um erro médico que levou um paciente a ficar por meses com um tubo dentro do corpo

 

A cirurgia no abdômen ocorreu em setembro. Após o término da cirurgia, os dois médicos fecharam o paciente mas se esqueceram de tirar o tubo de silicone de 20 centímetros responsável por tirar o excesso de sangue durante a cirurgia.




 

O tubo foi descoberto apenas em março durante uma tomografia e retirado alguns dias depois. De acordo com o hospital, o tubo não causou danos ao paciente.

“Peço desculpas pelo erro que abalou nossa confiança perante a sociedade e vamos cuidar para que não ocorra novamente”, disse Yoshihiro Minamiya, diretor do Hospital Universitário de Akita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.