267 visualizações 54 segundo 0 Comentário

Israel revida ao ataque do Hamas. Palestina e Líbano são alvos

- 10 de outubro de 2023

A guerra em Israel completou o seu quarto dia, ultrapassando o saldo de 1.500 mortos. Israel anunciou cerco total a Faixa de Gaza, um território menor que a cidade de São Paulo, com aproximadamente 2 milhões de habitantes. Por outro lado, o Hamas capturou aproximadamente 100 civis e militares israelenses e mantém os em cativeiro. Os militares são da alta patente militar israelense. O Hamas anunciou que irá sacrificar um refém para cada bombardeio realizado por Israel.

Há comentários que o Qatar está negociando com ambos os lados para obter a soltura de reféns. Qatar é reconhecido como financiador da Faixa de Gaza.

Israel convocou 300.000 reservistas e intensifica ataque a Faixa de Gaza. Há grande dificuldade para os palestinos terem acesso à água, luz e alimentação.

O grupo Hezbollah lançou foguetes em Israel, Israel revidou lançando mísseis ao Líbano, país de origem do grupo Hezbollah. O grupo Hezbollah tem relação estreita com o Irã, que possui relação estreita com o Hamas. Irã nega qualquer envolvimento nos ataques contra Israel.

Acredita-se que há aproximadamente 1.700 brasileiros turistas em Tel Aviv e Jerusalém. O governo brasileiro acionou avião da FAB para repatriar brasileiros em Israel. Apesar do grupo não participar da ofensiva oficialmente, lançou bombas contra Israel.

Portal Mundo-Nipo

Sucursal Japão – Tóquio

Jonathan Miyata

Comentários estão fechados.