183 visualizações 4 min 0 Comentário

Japão e Brasil Unem Forças pela Conservação da Amazônia e Fortalecimento da Ordem Internacional

- 5 de maio de 2024

Colaboração Brasil-Japão na Preservação da Amazônia: Uma aliança estratégica contra o aquecimento global.

Em uma reunião significativa em Brasília, o Primeiro-Ministro do Japão, Fumio Kishida, e o Presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, comprometeram-se a colaborar na preservação da Floresta Amazônica como estratégia vital para combater o aquecimento global. Este encontro, que marca um passo importante nas relações bilaterais, também foi palco para o acordo de trabalhar conjuntamente na manutenção e fortalecimento da ordem internacional baseada no Estado de Direito, refletindo o papel do Brasil como presidente do G20 este ano.

A declaração conjunta emitida pelos líderes destaca a adesão aos princípios da Carta das Nações Unidas, incluindo a integridade territorial e a proibição do uso da força. Além disso, expressaram preocupações com as tensões no Médio Oriente e a situação na Ucrânia, condenando o uso ou a ameaça de uso de armas nucleares e apelando a esforços diplomáticos para uma resolução pacífica.

Embora a declaração não mencione especificamente os movimentos da China, reafirma o apoio à Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar. A China, sendo o maior parceiro comercial do Brasil, permanece um tópico delicado nas discussões geopolíticas.

Um destaque da reunião foi o lançamento da Iniciativa de Parceria Verde Japão-Brasil, focada na conservação da Amazônia e na promoção de práticas agrícolas sustentáveis. Esta iniciativa sublinha o compromisso dos dois países com a neutralidade carbônica, incluindo o desenvolvimento de tecnologia de biocombustíveis que une o bioetanol brasileiro à tecnologia híbrida japonesa.

A declaração também abordou a necessidade de a Coreia do Norte cessar seus programas de mísseis e armas nucleares e resolver a questão dos cidadãos japoneses sequestrados. Além disso, apelou à reforma do Conselho de Segurança da ONU e à cooperação para um mundo sem armas nucleares.

Acompanhando Kishida, executivos de mais de 40 empresas japonesas assinaram mais de 30 memorandos de entendimento com empresas brasileiras, demonstrando o potencial de crescimento econômico e cooperação empresarial entre os dois países. Kishida destacou essa cooperação como um motor para elevar as relações econômicas a um novo patamar.

Além disso, Japão e Brasil firmaram um memorando sobre desenvolvimento de recursos humanos e cooperação técnica na área cibernética, reforçando os laços em tecnologia e segurança.

A visita de Kishida ao Brasil, a primeira de um Primeiro-Ministro japonês desde 2016, reafirma a importância da relação bilateral. Com o convite a Lula para visitar o Japão no próximo ano, os dois países preparam-se para celebrar 130 anos de relações diplomáticas, prometendo fortalecer ainda mais suas parcerias estratégicas.

Logotipo Mundo-Nipo
Autor

**Portal Mundo-Nipo**
Sucursal Japão – Tóquio
contato@mundo-nipo.com.br

Comentários estão fechados.