61 visualizações 3 min 0 Comentário

Lucros Astronômicos no Japão: Como a Economia Se Recupera em 2023

- 28 de fevereiro de 2024

Recuperação Pós-Pandemia: Empresas Japonesas Quebram Recordes A robustez do setor empresarial japonês se traduz em lucros líquidos históricos

Em um cenário de recuperação econômica pós-pandemia, as empresas líderes do Japão estão projetadas para registrar lucros líquidos recordes, ultrapassando a marca dos 47 trilhões de ienes (aproximadamente 312 bilhões de dólares) no ano fiscal encerrado em março. Este aumento notável de 12,9% em relação ao ano anterior destaca a robustez do setor empresarial japonês, beneficiando-se de um iene mais fraco que impulsiona as exportações.

A análise realizada pela SMBC Nikko Securities Inc. abrangeu 1.430 empresas listadas na Bolsa de Valores de Tóquio, com destaque para aquelas na seção Prime. O resultado é um testemunho do dinamismo econômico, marcando o terceiro ano consecutivo de lucros recordes para estas corporações.

Fabricantes e não fabricantes mostraram desempenhos impressionantes, com os primeiros esperando um aumento de 15,7% em seus lucros, enquanto os últimos, mesmo excluindo o setor de eletricidade e gás, que viu um aumento devido aos preços elevados dos serviços públicos, ainda projetam um crescimento de 8,3%. Este último, no entanto, enfrentaria uma redução de 3,7% em seus lucros se o setor de energia fosse desconsiderado.

Indústrias específicas, como o transporte aéreo e terrestre, antecipam ganhos significativos, com aumentos de 67,6% e 15,2%, respectivamente. Esse otimismo é alimentado pela retomada da demanda por viagens, uma vez que as preocupações com a COVID-19 diminuem. Da mesma forma, o setor de equipamentos de transporte, que inclui fabricantes de automóveis, espera um aumento de 63,3% nos lucros, beneficiando-se da depreciação do iene frente ao dólar americano.

O setor de seguros, por sua vez, prevê que seus lucros mais do que dobrem, refletindo a diminuição dos sinistros relacionados à pandemia. No entanto, nem todos os setores compartilham desse otimismo. O setor químico, por exemplo, prevê uma queda de 10,8% nos lucros devido a condições de mercado adversas, e o transporte marítimo enfrenta uma queda acentuada de 77,4% nos lucros, influenciada pelas tensões no Oriente Médio.

Hikaru Yasuda, estrategista-chefe de ações da SMBC Nikko Securities, atribui o sucesso dessas empresas à sua capacidade de repassar custos por meio do aumento de preços e à redução dos custos com matérias-primas. Este panorama oferece uma visão abrangente do estado atual da economia japonesa, destacando a resiliência e adaptabilidade das suas principais empresas em um ambiente global desafiador.

Comentários estão fechados.