884 visualizações 2 min 0 Comentário

Médico que alertou pela primeira vez sobre o vírus, morre na China

- 10 de fevereiro de 2020
Li Wenliang, médico chines que previu o surto do coronavirus, morre nesta ultima sexta-feira

Li Wenliang, um oftalmologista de 34 anos de idade e trabalhava em um hospital na cidade de Wuhan, morreu nesta última sexta-feira, após ser muito reprimido pela polícia ao tentar alertar a população sobre um possível surto do vírus. 

Segundo a mídia Chinesa, Li havia enviado um texto a um grupo nas redes sociais, no dia 30 de dezembro. 

No conteúdo, o médico falava sobre uma nova infecção viral que acreditava ser semelhante ao SARS, uma doença respiratória que ocorreu em 2003. 

Horas mais tarde, o médico foi convocado pela polícia, para ser interrogado. A polícia o reprimiu por dizer que Li estava disseminando falsas informações podendo causar um pânico e desordem social. 

Wenliang continuou trabalhando no hospital, mas acabou sendo internado em janeiro após apresentar muita febre seguido de tosse. Mais tarde a doença evoluiu, e o médico foi diagnosticado como infectado pelo vírus. 

Li continuou manifestando seu descontentamento e questionou nas redes sociais, o porque as autoridades estavam impedindo que ele expusesse a existência do vírus e uma possível transmissão entre humanos. 

Após a morte de Li, muitos comentários foram deixados na rede social, a maioria elogiando a descoberta precoce do médico e criticando as autoridades. 

Leia também:   Kasuhara: Twitter e o assédio sofrido pelos funcionários ferroviários

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão