Após informações divulgadas sobre possíveis cortes na Nissan, nesta quinta-feira (25), a montadora se manifestou sobre o assunto. De acordo com a Nissan, a recuperação em seu desempenho será lenta e o lucro trimestral é quase nulo.

Com a situação de crise nas vendas e lucros crescentes, a montadora informou que até 2022, haverá cortes globais e a capacidade de produção será reduzida em cerca de 10% até o final do mesmo ano.




No primeiro trimestre deste ano, o lucro operacional na montadora japonesa caiu 98,5%.

No ano passado, de abril a junho, a montadora obteve o lucro de 109,14 bilhões de ienes, e neste ano de crise, não atingiu a média de 39,52 bilhões de ienes, a estimativa de analistas.

A montadora ainda tenta se recuperar do escândalo de má conduta financeira do ex-presidente Carlos Ghosn.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.