101 visualizações 5 min 0 Comentário

Presidentes de Montadoras Pedem Desculpas por Escândalo de Certificação de Veículos

- 6 de junho de 2024

Preocupações dos Usuários: Segurança e Confiança em Risco Entenda as reações dos consumidores e suas preocupações.

Na segunda-feira, os presidentes de três dos cinco fabricantes de veículos envolvidos em um escândalo de certificação de testes de veículos realizaram conferências de imprensa para pedir desculpas pelas práticas impróprias de suas empresas. O escândalo, que envolve a falsificação de documentos vitais para alguns modelos de veículos, interrompeu o envio e as vendas desses modelos, causando preocupação entre concessionários e consumidores.

Declarações dos Presidentes

O presidente da Toyota Motor Corp., Akio Toyoda, expressou sua preocupação: “Acreditamos que tal má conduta abala os alicerces do sistema e é algo que as montadoras nunca deveriam fazer”. Após revelações de práticas fraudulentas pela Daihatsu Motor Co. e Toyota Industries Corp., o Ministério de Terras, Infraestruturas, Transportes e Turismo ordenou investigações internas em 85 fabricantes de veículos e equipamentos.

A investigação revelou irregularidades em cinco fabricantes: Toyota, Mazda Motor Corp., Yamaha Motor Co., Honda Motor Co. e Daihatsu. A Toyota encontrou irregularidades nos seus testes de certificação, afetando mais de 1.000 parceiros comerciais, incluindo subcontratantes de segundo nível. Toyoda admitiu: “A Toyota não é uma empresa perfeita. Quando cometemos um erro, temos que parar o que estamos fazendo e realizar um exame no local e nas coisas reais, o que cria a oportunidade de melhoria.”

O presidente da Mazda, Masahiro Moro, também pediu desculpas: “Levo a questão a sério e ofereço minhas mais profundas desculpas”. A Mazda suspendeu os embarques de dois modelos, com cerca de 3.500 pedidos pendentes. Moro garantiu que a empresa fornecerá uma explicação completa aos clientes e cobrirá as perdas dos fornecedores de peças.

Toshihiro Mibe, presidente da Honda, curvou-se profundamente ao falar à imprensa: “Os testes no sistema de certificação são um pré-requisito para garantir a segurança e a tranquilidade em relação aos nossos produtos, e aceitamos os resultados [da investigação] com grande seriedade”.

Impacto nas Concessionárias

A interrupção das remessas está afetando as concessionárias de automóveis. Um funcionário de uma concessionária Toyota em Tóquio lamentou: “Sou eu quem deve dizer ao cliente que está prestes a receber seu carro: ‘As remessas foram interrompidas e você não receberá seu carro’”. O modelo Yaris Cross, um dos mais vendidos, está entre os suspensos. Concessionárias podem ser forçadas a fornecer carros emprestados ou arcar com os custos de inspeção, além de enfrentar cancelamentos de compras e excesso de estoque.

Um funcionário de uma concessionária Mazda no oeste do Japão expressou sua preocupação: “Os clientes que receberam um modelo afetado virão para o check-up agendado, mas tenho vergonha de enfrentá-los. E como devo explicar isso aos clientes em potencial? Preciso de informações detalhadas o mais rápido possível.”

Preocupações dos Usuários

O governo da cidade de Toyota, na província de Aichi, usa carros Toyota como veículos oficiais e possui mais de 40 Corolla Fielders, um dos modelos sob ordem de interrupção de envio. Um funcionário municipal expressou preocupação com a segurança: “Se for usado um carro que não foi devidamente testado e, Deus me livre, um funcionário municipal ou residente for apanhado num acidente, o dano será irreparável”.

Um morador da cidade, que dirige veículos Toyota há mais de 20 anos, disse: “Eu os dirijo porque confio na marca. Embora digam que não há problema no desempenho [dos modelos afetados], me preocupa pensar que poderia ter havido impropriedades em outros processos de fiscalização. Quero que eles consertem o que precisa ser consertado.”

Logotipo Mundo-Nipo
Autor

**Portal Mundo-Nipo**
Sucursal Japão – Tóquio
contato@mundo-nipo.com.br

Comentários estão fechados.