Com as acusações, o ex-presidente mexicano negou qualquer envolvimento com o cartel de Sinaloa.

Advogados de El Chapo, que comandou um dos maiores cartéis de droga do mundo, disseram durante o julgamento que começou na terça-feira desta semana, em Nova York, que o atual presidente mexicano, Enrique Peña, e o ex-presidente, Felipe Calderón receberam milhões de dólares em suborno do cartel de Sinaloa.

O ex-presidente mexicano nega que tenha qualquer tipo de envolvimento com El Chapo ou o cartel de drogas. “Nem ele (El Chapo), nem o Cartel de Sinaloa ou qualquer outro realizou pagamentos para minha pessoa”, declarou por meio de seu twitter.

O advogado responsável pela defesa de El Chapo é Jeffrey Lichtman, que defende que o responsável pelo controle do cartel de Sinaloa é Mayo Zambada. Lichtman defendeu durante o julgamento que mesmo com El Chapo extraditado para os Estados Unidos, o cartel funcionou normalmente.

“Estas testemunhas mataram promotores, tentaram matar presidentes (…), por que motivo o governo está indo tão longe, concedendo vistos para que permaneçam neste país, entre nós? Por que querem infectar este país com estes degenerados? Porque El Chapo é o maior prêmio com o qual a promotoria sonha”, disse o advogado sobre antigos aliados de seu cliente.

El Chapo poderá receber prisão perpétua e tem o julgamento mais caro dos EUA.

Fonte: UOL

https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2018/11/13/advogado-de-chapo-diz-que-cartel-subornou-presidentes-do-mexico.htm.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.