Após receber informações da Turquia, a Promotoria Geral da Arábia Saudita afirmou que o assassinato do jornalista opositor foi um ato planejado. O caso ocorreu no dia 2 de outubro e o corpo ainda não foi encontrado. Não se sabe mais detalhes, além de que a morte aconteceu dentro do consulado em Istambul, depois de declaração das autoridades sauditas no último dia 20.

“A Promotoria Geral saudita recebeu informações da parte turca (…) da equipe da Arábia Saudita e da Turquia dizendo que os acusados deste incidente tinham a intenção premeditada de matar Khashoggi”, informou a agência estatal SPA.

Desde o desaparecimento de Khashoggi, as autoridades deram diversas declarações controversas. A primeira, de que Jamal havia saído do Consulado no dia 2 e depois, de que uma briga aconteceu dentro do consulado. A Arábia Saudita foi alvo de críticas pelos países ocidentais, em especial, do presidente americano, Donald Trump, que culpa o príncipe herdeiro pela morte do jornalista. O príncipe nega envolvimento.

Após as autoridades admitirem a morte de Jamal Khashoggi, a Promotoria deteve 18 pessoas e demitiu dois funcionários que estavam envolvidos no incidente.

Segundo o príncipe Mohammed, a morte do jornalista opositor é um incidente odioso e que os responsáveis serão punidos pela justiça.

Fonte: UOL

https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2018/10/25/assassinato-de-khashoggi-foi-premeditado-segundo-promotoria-saudita.htm

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.