109 visualizações 3 min 0 Comentário

Revolução Econômica no Japão, Do Estímulo de Crise ao Crescimento Privado

- 4 de abril de 2024

O Fim das Taxas de Juro Negativas: Um Novo Amanhecer Econômico. Adaptação às mudanças globais e internas para fortalecer a economia.

Um painel governamental do Japão recomendou na terça-feira uma mudança estratégica nas políticas econômicas do país, enfatizando a necessidade de transição do estímulo de crise para um crescimento econômico liderado pelo setor privado. Essa recomendação surge no contexto do Banco do Japão encerrando oito anos de taxas de juro negativas, em resposta a uma conjuntura de aumento dos preços internos, elevação das taxas de juro, e um crescimento salarial que atingiu o seu pico mais alto em três décadas, em meio a uma acentuada escassez de mão-de-obra.

O relatório apresentado ao conselho econômico sênior do governo insta a uma adaptação das políticas econômicas e fiscais para responder ao atual ambiente de preços crescentes e fortalecimento do crescimento. O documento sublinha a importância de promover um crescimento impulsionado pela demanda interna e de estabelecer uma estrutura fiscal sustentável, marcando uma clara ruptura com décadas de dependência de políticas de apoio fiscal e monetário.

As diretrizes propostas pelo painel, que incluem membros do setor privado, servirão como alicerce para a formulação das futuras políticas econômicas do governo e suas prioridades. Os membros do setor privado também enfatizaram a importância da colaboração contínua entre o governo e o Banco do Japão para assegurar um aumento contínuo dos salários nos próximos anos.

A reunião do conselho abordou ainda o desafio representado pelo rápido envelhecimento da população japonesa e seu impacto no crescimento econômico a longo prazo. Projeções indicam que, mantendo-se o ritmo atual de crescimento, o Japão verá um aumento de apenas 6,2% no seu produto interno bruto per capita até 2060, um valor inferior ao projetado para os Estados Unidos, Alemanha, Grã-Bretanha e França.

O Japão enfrenta um dos envelhecimentos populacionais mais rápidos do mundo, exacerbando a escassez de mão-de-obra e a contração do mercado interno. Estima-se que a proporção de pessoas com 65 anos ou mais suba para 37,9% em 2060, comparado a 28,6% em 2020. Com um crescimento econômico de 1,0% em 2022, o Japão fica atrás da Alemanha e dos EUA, evidenciando a urgência de reformas para impulsionar o desenvolvimento econômico sustentável.

Portal Mundo-Nipo
Sucursal Japão – Tóquio

contato@mundo-nipo.com.br

Comentários estão fechados.