Há rumores entre os profissionais que atuam junto ao Órgão de Imigração do Japão: “pessoas da terceira geração precisarão apresentar o N4, além da Certidão de Elegibilidade para solicitar o visto japonês.

O N4 é uma categoria de certificação a ser obtido no Exame de Proficiência da Língua japonesa. Não será uma tarefa fácil aos que não possuem o domínio da língua japonesa. Segue o link de uma amostra das questões para o exame: https://www.jlpt.jp/samples/pdf/N4-mondai.pdf

Acredita-se também que o N4 passará a ser necessário para a renovação de visto japonês para quem está no Japão.

O Portal Mundo-Nipo conversou com um representante de uma empreiteira da província de Aichi: “os sanseis passarão a necessitar da apresentação do N4 para o pedido de visto japonês. A informação foi obtida por uma fonte segura, um profissional do escritório de advocacia e consultoria em visto japonês, que trabalha junto ao Órgão de Imigração do Japão. Esta lei já foi aprovada, porém ainda não foi definida a data de início para entrar em vigor”.

O Japão vive um cenário de escassez de mão-de-obra, uma medida com esta repercussão vai contra a realidade japonesa. Conversamos com um diretor de uma empreiteira japonesa que se reuniu com o cônsul japonês de Manaus: “reunimos com o cônsul japonês para discutir a possibilidade de facilitar a emissão de visto japonês aos descendentes japoneses, mas a resposta não foi animadora. O cônsul deixou claro que o Japão não conta mais com os descendentes de japoneses para suprir a falta de mão-de-obra no Japão, e que não há interesse em flexibilizar as regras para o pedido de visto japonês. Atualmente o foco está nos países da Ásia (Filipinas, Camboja, Vietnã, China, Indonésia, etc.).

Os recursos vindos da Ásia, apesar de não serem descendentes de japoneses, desembarcam com o N4 e conseguem dialogar num nível médio de idioma japonês. Infelizmente a grande maioria dos nossos nikkeis não possuem esta habilidade.

A prova para obter o N4 pode ser obtido no JLPT, segue o link: https://www.jlpt.jp/e/about/levelsummary.html

Por outro lado, empreiteiras japonesas precisarão intensificar a parceria com grupos da Ásia para aumentar a captação de asiáticos. As agenciadoras de recursos estabelecidos no Brasil, que vivem uma fase de estagnação nas vendas, ficarão fadadas à inviabilidade para prosseguir com a sua atividade.

Caso este rumor se concretize, os descendentes de japoneses precisarão mudar a sua postura: capacitar-se no idioma japonês.

Portal Mundo-Nipo

Sucursal Japão Tóquio

Jonathan Miyata

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here