185 visualizações 5 min 0 Comentário

Ator planejou suicídio familiar e desistiu após pais mortos

- 21 de outubro de 2023

O ator de Kabuki Ichikawa Enosuke IV se confessou culpado no Tribunal Distrital de Tóquio na sexta-feira sob a acusação de ter ajudado seus pais em seus suicídios, dizendo que pensava que o suicídio era a única opção para ele e seus pais depois que uma reportagem de revista o acusou de abuso sexual.

O homem de 47 anos, cujo nome verdadeiro é Takahiko Kinoshi, está sendo julgado pelo que se acredita ter sido um pacto de suicídio familiar. O incidente ocorreu na casa do ator no bairro Meguro, em Tóquio, em 18 de maio.

“Os sentimentos de arrependimento, remorso e gratidão (aos meus apoiadores) são algo que carregarei pelo resto da minha vida”, disse Enosuke. Sua voz falhou quando ele falou sobre seu pai.

Os promotores pedem uma pena de prisão de três anos. A decisão está prevista para ser proferida em 11 de novembro. Seus advogados de defesa pediram suspensão da pena.

De acordo com os promotores, Enosuke deu a sua mãe Nobuko, 75, e ao seu pai Hiroyuki, 76, mais conhecido como ator de Kabuki Ichikawa Danshiro, uma quantidade excessiva de pílulas para dormir, resultando em suas mortes.

Enosuke, que foi encontrado caído sentado em frente a um armário, também pretendia tirar a própria vida. Seus pais estavam cobertos com cobertores quando foram encontrados. Sua mãe já estava morta, enquanto seu pai foi confirmado como morto em um hospital.

O incidente ocorreu no mesmo dia em que uma revista semanal publicou uma reportagem detalhando o suposto envolvimento de Enosuke em casos de bullying e abuso sexual, incluindo casos envolvendo atores e funcionários de seu coletivo teatral.

Antes do incidente, Enosuke procurou maneiras de tirar a própria vida na internet e foi até seus pais para contar-lhes seus planos. Ele esmagou os comprimidos para dormir, dissolveu-os em copos de água e entregou-os aos pais. Depois, ele cobriu a cabeça dos pais com sacos plásticos, segundo a investigação.

Enosuke negou ter pedido a seus pais que morressem junto com ele, dizendo que sua mãe lhe disse que “não há como deixar você ir sozinho”, com o que seu pai concordou.  

Enosuke também disse que lutou contra a depressão em várias fases de sua vida. No tribunal, ele disse que no passado se sentia “inútil” e “melhor morto”.

“Seria mentira se eu dissesse que não estou mais me sentindo suicida, mas isso diminuiu um pouco. Se eu tiver esses sentimentos, consultarei o médico do hospital. Não posso viver sozinho, por isso consultarei a partir de agora aqueles que me apoiaram”, disse Enosuke.

Disse ainda que pela sua personalidade e pela forma como foi criado, tem dificuldade em se abrir com as pessoas e tende a ser reservado. No entanto, ele prometeu mudar essa tendência após ser repreendido pelas pessoas ao seu redor.

Enosuke foi libertado sob fiança de ¥5 milhões em 31 de julho.

Seu julgamento atraiu atenção significativa do público e da mídia. Mais de 1.000 pessoas fizeram fila para um sorteio na sexta-feira para receber um dos 22 assentos disponíveis no tribunal.

O ator kabuki começou sua carreira no início dos anos 1980 e se tornou uma figura importante no mundo do kabuki. Ele também apareceu em várias séries de televisão populares.

Durante o julgamento, ele expressou sua esperança de continuar sua carreira como ator de kabuki.

“Desde quando eu era jovem, o kabuki tem sido a minha existência”, disse ele, acrescentando que se ele não consegue praticar o kabuki, não há sentido para ele existir.

Portal Mundo-Nipo

Sucursal Japão – Tóquio

Jonathan Miyata

Comentários estão fechados.