393 visualizações 2 min 0 Comentário

Autoridades iniciam processo de indenização de famílias em Kyoto

- 15 de janeiro de 2020
O trabalho de demolição começa no estúdio Kyoto Animation Co

O departamento regional do ministério da saúde, disse que iniciou o processo de idenização das famílias de vítimas mortas durante o incêndio criminoso realizado no estúdio de animação em Kyoto, ocorrido em julho do ano passado.  

A agência informou às famílias que já finalizaram o reconhecimento das pessoas e irão indenizar todas as famílias devidamente. 

De acordo com uma as famílias, a carta de aprovação chegou em novembro e com ela, constava uma parte do pagamento.  

O ataque incendiário no estúdio de animação em Kyoto, matou 36 funcionários e feriu gravemente outras 33 no dia 18 de julho de 2019. 

O suspeito do ataque, Shinji Aoba, de 41 anos, também sofreu queimaduras graves após atear fogo usando um galão de gasolina dentro do prédio de 3 andares na área de Fushimi, Kyoto, onde 70 pessoas trabalhavam. 

Em setembro, a empresa de animação realizou uma sessão de esclarecimento sobre os métodos de indenização das famílias.  

Após isso, as autoridades decidiram sobre a concessão de aceitar ou rejeitar os pedidos de indenização, após o preenchimento dos documentos. Aqueles que estão feridos, ficam doentes ou morrem devido ao trabalho ou o trajeto do trabalho, podem receber uma indenização.  

O departamento citou as políticas de privacidade e não divulgou mais detalhes dos pagamentos da indenização para as famílias. 

Leia também: Famosa konbini japonesa muda a forma de vender Oden no inverno  

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão