145 visualizações 3 min 0 Comentário

Empresas Japonesas Enfrentam Desafios com a Desvalorização do Iene, Revela Pesquisa

- 19 de maio de 2024

Entre Lucros e Perdas: A difícil equação do iene fraco para exportadores e importadores.

Um recente estudo do Teikoku Databank revelou que a maioria das empresas japonesas está sentindo o impacto negativo da desvalorização do iene em seus negócios. Segundo a pesquisa, aproximadamente 64% das empresas relataram que a queda do valor do iene diminuiu seus lucros, enquanto apenas 7,7% viram um impacto positivo. A incapacidade de transferir o aumento dos custos das matérias-primas para os preços ao consumidor foi citada como uma das principais razões para os efeitos adversos.

A pesquisa, que coletou respostas de 1.046 empresas, incluindo tanto exportadores quanto importadores, indica que um valor de câmbio entre ¥110 e ¥120 por dólar seria o mais benéfico para os negócios. No entanto, na última sexta-feira, o iene estava sendo negociado a cerca de ¥155,80 por dólar, um valor consideravelmente mais baixo do que o desejado pelas empresas.

Este relatório surge em um momento crítico, com figuras importantes do cenário empresarial japonês, como o líder do Keidanren e o governador do Banco do Japão, Kazuo Ueda, expressando preocupações sobre a situação do iene. Há especulações de intervenção no mercado cambial por parte das autoridades para estabilizar a moeda, com indícios de ações significativas do Banco do Japão no valor aproximado de 9,4 trilhões de ienes (60,8 bilhões de dólares).

A pesquisa também destaca a expectativa de que a diferença nas taxas de juros entre os Estados Unidos e o Japão continue elevada, apesar do Banco do Japão ter aumentado suas taxas pela primeira vez em 17 anos, em março. Isso sugere uma pressão contínua sobre o iene.

Enquanto um iene mais fraco pode beneficiar exportadores como a Toyota, aumentando seus lucros, ele tem um efeito negativo na economia interna. O consumo das famílias vem caindo consistentemente há mais de um ano, refletindo o aperto nos orçamentos devido ao aumento do custo de vida.

Mitsuko Tottori, CEO da Japan Airlines, descreveu a situação da moeda como um “grande problema”, expressando o desejo de ver o iene retornar a um valor em torno de ¥130 por dólar. Em resposta, o Ministro das Finanças, Shunichi Suzuki, afirmou que o governo está implementando políticas para mitigar os efeitos negativos da desvalorização do iene, incluindo medidas de alívio de preços.

Logotipo Mundo-Nipo
Autor

**Portal Mundo-Nipo**
Sucursal Japão – Tóquio
contato@mundo-nipo.com.br

Comentários estão fechados.