99 visualizações 2 min 0 Comentário

Japão Vê Queda no Número de Suicídios: 21.818 Casos em 2023

- 27 de janeiro de 2024

O Japão registrou uma queda significativa no número de suicídios em 2023, com 21.818 casos, 63 a menos que no ano anterior. Esta é a primeira vez em dois anos que o país observa uma redução nas taxas de suicídio, conforme indicam os dados preliminares divulgados pelo governo.

Os suicídios entre homens totalizaram 14.854, evidenciando um aumento de 108 casos em comparação com o ano anterior. Por outro lado, houve uma diminuição de 171 casos entre mulheres, totalizando 6.964 suicídios.

A taxa de suicídio nacional foi de 17,5 por 100 mil habitantes. Ao observar as faixas etárias, destaca-se que indivíduos na casa dos 50 anos foram o grupo mais afetado, com 4.186 casos, seguidos por aqueles na faixa dos 40 anos, com 3.624 casos.

Estudantes também foram afetados, embora o número de suicídios nesse grupo tenha caído para 1.010, uma redução de 53 casos. Especificamente, alunos do ensino fundamental e médio representaram 507 desses casos, com uma queda de sete casos.

Os problemas de saúde emergiram como a principal causa de suicídios em 2023, sendo responsáveis por 12.336 casos, o que representa uma diminuição de 438 em relação ao ano anterior. Os suicídios por dificuldades econômicas ou de subsistência aumentaram em 460 casos, chegando a um total de 5.157.

Em contrapartida, o número de suicídios relacionados a questões de trabalho diminuiu para 2.872, refletindo uma redução de 96 casos.

Observou-se uma diminuição nas taxas de suicídio em 24 províncias do Japão. Yamanashi registrou a taxa mais elevada, com 26,8, seguida por Wakayama, com 24,8, e Iwate, com 22,4. As menores taxas foram encontradas em Tottori, com 13,2, Tokushima, com 14,2, e Fukui, com 14,5.

O Ministério da Saúde do Japão anunciou planos para divulgar os dados finais em março, incluindo informações detalhadas sobre as idades, ocupações e motivações das vítimas de suicídio.

Um representante do ministério reforçou o compromisso do país com a prevenção: “Promoveremos contramedidas abrangentes com o objetivo de criar uma sociedade onde ninguém tenha que morrer por suicídio”.

Comentários estão fechados.