139 visualizações 57 segundo 0 Comentário

Justiça Prevalece em Shiga, Mulher Recebe Indenização Após Acusação Injusta

- 6 de abril de 2024

Compensação por Injustiça: A Batalha Legal de Uma Mulher, Um Acordo Judicial de 1 Milhão de Ienes é Alcançado.

Em Shiga, uma mulher de 20 anos recebeu indenização do estado após ser injustamente acusada de morder seu bebê de um mês. O incidente, ocorrido cinco anos atrás, levou a um erro de identificação de uma impressão dentária pela Polícia da Província de Shiga, resultando em acusações equivocadas contra a mulher. Investigações posteriores esclareceram que a evidência não pertencia à mãe, culminando na retirada das acusações.

A mulher, alegando ter sido forçada a confessar falsamente e ter sofrido danos psicológicos, processou os governos nacional e municipal, pedindo cerca de 3 milhões de ienes em compensação. Um acordo judicial, recomendado e alcançado em 5 de abril, estipulou que os governos pagariam uma compensação combinada de 1 milhão de ienes.

Apesar do acordo financeiro, a mulher destacou a falta de um pedido de desculpas formal por parte dos oficiais envolvidos no interrogatório. Em resposta, a Polícia da Província de Shiga emitiu um pedido de desculpas ao demandante, marcando um fechamento para o caso que destaca a importância da precisão e justiça no sistema judiciário.

Portal Mundo-Nipo
Sucursal Japão – Tóquio
contato@mundo-nipo.com.br

Comentários estão fechados.