635 visualizações 31 segundo 0 Comentário

Mãe morre aos 94 anos após o retorno da filha da Coréia do Norte

- 6 de fevereiro de 2020
Kayoko Arimoto de 94 anos

Uma senhora de 94 anos, cuja a filha havia sido sequestrada por norte-coreanos em 1983, faleceu devido a uma insuficiência cardíaca, após realizar seu sonho em ver sua filha de volta.  

A sua filha, chamada Keiko, era uma das 17 pessoas que estavam listadas pelo governo japonês, como cidadãos sequestrados pela Coréia do Norte nas décadas de 1970 e 1980. 

“É lamentável que não tivéssemos conseguido trazê-la de volta enquanto Kayoko estava bem e saudável”, disse o primeiro-ministro Shinzo Abe, aos repórteres.  

Keiko, que era estudante em Londres aos 23 anos, foi sequestrada no ano de 1983 por agentes norte-coreanos, que acredita-se que tenha passado por Copenhague. 

A ex-esposa de um membro da facção do Exército Vermelho, um grupo que atualmente é extinto no Japão, admitiu o seu envolvimento no sequestro 

Nove homens pertencentes ao grupo, foram em busca de refúgio em Pyongyang após o sequestro um avião da Japan Airlines em 1970. 

Leia também:   Mais 10 infectados são encontrados em cruzeiro, totalizando 45

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão