133 visualizações 2 min 0 Comentário

Número de estrangeiros no Japão bate recorde com 3,2 milhões

- 15 de outubro de 2023

O número de estrangeiros residentes no Japão atingiu um recorde de mais de 3,2 milhões em 2023, mostram dados do governo, à medida que mais trabalhadores entraram para satisfazer a procura criada pela escassez de mão-de-obra no país.

No final de junho, 3.223.858 estrangeiros residiam no Japão, um aumento de 148.645 em relação ao final de dezembro de 2022, anunciou a Agência de Serviços de Imigração na sexta-feira.

Registaram-se aumentos significativos no número de trabalhadores qualificados específicos, que são imediatamente capazes de assumir empregos em indústrias designadas sem necessidade de formação, bem como de estagiários que participam no programa de estágio técnico do país.

Por situação residencial, os residentes permanentes foram o maior grupo, com 880.178, um aumento de 1,9% em relação a dezembro, mostraram os dados.

Por tipo de visto de trabalho, os estagiários técnicos totalizaram 358.159, um aumento de 10,2%, e os engenheiros, especialistas em humanidades e serviços internacionais, incluindo professores de línguas estrangeiras, aumentaram 10,9%, para 346.116.

O número de trabalhadores qualificados especificados aumentou para 173.101, um aumento de 32,2%.

Por nacionalidade, a China tem o maior número de cidadãos no Japão, seguida pelo Vietnã e pela Coreia do Sul.

O número de chegadas de estrangeiros, excluindo a reentrada de residentes, mas incluindo turistas, aumentou no primeiro semestre de 2023 para 10.154.249, um aumento de cerca de 9,77 milhões em relação ao ano anterior, devido ao alívio das restrições fronteiriças associadas à COVID-19.

O número recuperou para cerca de 70% do nível pré-pandemia, em comparação com o valor do primeiro semestre de 2019.

No primeiro semestre deste ano, mais de 3,61 milhões de cidadãos japoneses deixaram o país por motivos que incluem o turismo, um aumento de cerca de 2,99 milhões em relação ao ano anterior.

Havia 79.101 estrangeiros que ultrapassaram o prazo de validade de seus vistos no Japão até 1º de julho, de acordo com cálculos baseados em registros de imigração.

Portal Mundo-Nipo

Sucursal Japão – Tóquio

Jonathan Miyata

Comentários estão fechados.