137 visualizações 4 min 0 Comentário

Sapporo abre mão de sediar as Olimpíadas de Inverno de 2030

- 12 de outubro de 2023

SAPPORO – O prefeito de Sapporo, Katsuhiro Akimoto, anunciou na quarta-feira que sua cidade desistiu oficialmente de sua candidatura para os Jogos de Inverno de 2030, depois de ter lutado para obter apoio local em meio a uma série de escândalos de suborno relacionados aos Jogos de Tóquio e devido a preocupações com custos.

Akimoto, no entanto, deixou claro que a capital Hokkaido ainda espera sediar futuras Olimpíadas de Inverno, talvez já em 2034.

O anúncio, feito em entrevista coletiva conjunta com Akimoto e o presidente do Comitê Olímpico Japonês, Yasuhiro Yamashita, encerra a tentativa de anos da cidade de sediar os Jogos de Inverno em 2030. Sapporo se tornou a primeira cidade asiática a sediar uma Olimpíada de Inverno em 1972.

“Os escândalos do final do ano passado levaram à desconfiança pública” em relação à organização dos Jogos Olímpicos, disse Akimoto, que apoiou fortemente a candidatura. “Também foi difícil obter a compreensão das pessoas sobre o aumento dos custos que criariam um fardo para os cidadãos.”

Mesmo assim, ele indicou que Sapporo não estava desistindo do seu sonho olímpico.

“Gostaria de enfatizar que continuaremos a explorar com o JOC a possibilidade de sediar os Jogos no futuro”, disse Akimoto.

Ainda não está claro se Sapporo e o JOC conseguirão obter apoio público para uma candidatura para 2034 ou posteriormente.

A candidatura para 2030 nunca teve um baixa aderência da população local. Uma pesquisa de boca de urna do Hokkaido Shimbun das eleições locais de abril, quando Akimoto foi reeleito, mostrou que 60% dos eleitores de Sapporo se opuseram à candidatura. Uma pesquisa de saída da Jiji Press indicou da mesma forma que 53% se opuseram.

Isso contrastou com o principal rival de Sapporo nos Jogos de 2030 – Salt Lake City, Utah. Uma pesquisa da mídia local em janeiro mostrou que 80% dos entrevistados no estado apoiavam outra candidatura aos Jogos Olímpicos de Inverno, apesar do fato de a vizinha Los Angeles sediar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Verão de 2028. Salt Lake City, que sediou em 2002, disse que preferiria sediar os Jogos de Inverno de 2034 para não sediar logo depois de Los Angeles.

Entretanto, a Suécia e a França levantaram as mãos para acolher os Jogos de Inverno de 2030, e espera-se que o Comité Olímpico Internacional decida o vencedor antes da abertura dos Jogos de Verão em Paris, em Julho do próximo ano.

Sapporo, no entanto, mantém pelo menos uma possível vantagem sobre seus rivais caso decida por uma futura licitação: a neve.

Especialistas da Universidade de Waterloo, no Canadá, divulgaram recentemente um relatório sobre o impacto futuro do aquecimento global nos anfitriões dos Jogos de Inverno anteriores. O relatório estimou que apenas oito anfitriões anteriores, incluindo Sapporo, ainda terão condições climáticas de inverno confiáveis ​​na década de 2080.

Portal Mundo-Nipo

Sucursal Japão – Tóquio

Jonathan Miyata

Comentários estão fechados.