541 visualizações 33 segundo 0 Comentário

Surto do vírus criou uma demanda maior de filmes sobre doenças

- 24 de fevereiro de 2020
A equipe médica em Wuhan lidera pacientes em exercícios de grupo em um hospital

À medida em que o mundo sofre as consequências do surto do vírus mortal COVID-19, o interesse por filmes e jogos com temáticas sobre doenças e afins explodem no mundo virtual, criando espectadores preocupado e com mais cede de informação.  

Só nas últimas semanas, as plataformas tiveram uma explosiva procura pelo filme “contagion” de Steven Soderbergh.  

Estrelado por Gwyneth Paltrow como uma empresária que involuntariamente traz um patógeno letal para os Estados Unidos após apertar a mão de um chef de Macau, o filme tem muitos paralelos com os eventos atuais. 

“O súbito interesse por tudo o que é epidêmico e relacionado a vírus permite às pessoas uma via que pode ajudar a processar o que está acontecendo”, disse à AFP Robert Bartholomew, sociólogo médico que explora a histeria em massa. 

“É bem conhecido na psicologia que o processo de falar sobre eventos traumáticos pode ajudar as pessoas a aliviar o estresse”. 

Leia também: Irã também é afetado e já marca 50 vítimas do COVID-19

Mundo-nipo: O principal portal de notícias do Japão